Robson Prates - Point da Neve

Europa

Robson Prates
Europa
FEVEREIRO 2013

Vamos a parte do ski, começando pela viagem de TGV,o suporte dado pelo Club Med desde a Gare de Lyon funciona muito bem, funcionarios solicitos e prontos a ajudar. O transfer do TGV até o Hotel, o Check-in funciona muito bem, praticamente chegamos no hotel e já nos direcionaram aos nossos quartos sem nenhuma demora, e algum tempo depois as malas já estavam na porta dos quartos.

Neste mesmo dia vamos ao rental ski que funciona muito bem,com horário marcado, atendimento rápido e personalizado,e já deixamos os equipamentos no locker que é contíguo ao rental, individuais e com a mesmo cartão magnético do quarto ,e junto ao Locker os instrutores das Crianças já nos esperavam para nos orientar e inscrever as crianças nos Mini-club, etc…(dois brasileiros por sinal). Após poderíamos nos inscrever nas aulas de ski ,conforme o nível desejado,que iniciariam no dia seguinte.

Para tentar resumir a nossa impressão do Club Med foi a melhor possível, a estrutura é excelente, os GO são super atenciosos e prestativos (havia mais de 170 GOs), a alimentação é da melhor qualidade,e na quantidade que você quiser, a programação do Village é intensa e seguida a risca e no horário (eles são pontualíssimos).

Das mordomias do Village o que não funcionou tão bem foram as as aulas gratuitas: eram mais de 10-15 pessoas por instrutor, que na maioria só falam francês, em longas aulas teóricas no meio das pistas, a saída foram aulas particulares, que não são muito caras e ai você pode ter até um instrutor bilíngue (alguns falavam espanhol e português perfeitos).

Não tem muitas pistas verdes em Valmorel. Pelo menos não vimos muitas. (Os iniciantes com o equipamento, pegavam um onibus -Valmobus- que os levava para as pistas bem mais a baixo na montanha, onde haviam estas pistas e dizem que eram muito boas), mas junto ao hotal só pistas azuis e vermelhas, largas e muito boas, poucas pretas, mas excelentes e muito fora de pista, com neve powder da melhor qualidade, aliás nevou praticamente todos os 1°s 5 dias e em um dos dias não podemos esquiar em pistas mais altas na montanha por risco de avalanche devido ao vento naquela tarde, porém o clima na montanha mudava constantemente, neblina, nevascas e sol se revezavam constantemente.

Os skilifts funcionaram relativamente bem, sem filas e são relativamente rápidos, alguns cabinados e 1 de Gondola.

Apesar de terem raras pistas verdes, a maioria são azuis, vermelhas e as pretas serem a minoria, o que acho que frustaria o esquiador mais experiente, mas para o nível intermediário,2 A e 2 B até o nível 3, as pistas satisfazem e muito bem.

Por último, acabamos conhecendo também o Serviço Medico de Valmorel, relato que não gostaria de estar fazendo, mas minha esposa na última meia hora do último dia da semana, acompanhando minha filha de 4 anos (que passou a semana toda com a escolinha e sua instrutora), pois no ultimo dia quisemos esquiar junto com ela, preocupada com ela, minha esposa acabou se desequilibrando e torceu o joelho com lesão dos ligamentos, chamamos o socorro que funcionou muito bem, o club med foi acionado e foram 2 funcionários nos prestarem apoio no pequeno hospital do villarejo ,que tem um atendimento medico bem satisfatório, rápido e eficiente.O único porém é que o medico e staff só falam Frances ,o que dificultou um pouco o atendimento, mas sem prejuízo no final.

Um abraço e até mais!

2016 © Point da Neve Viagens e Turismo - Grupo S7 - Todos os direitos reservados - Proibida reprodução Desenvolvido por Segundo Andar