Estados Unidos: Vail Mountain e Beaver Creek - Neve - Esportes de neve - Turismo de neve

Estados Unidos: Vail Mountain e Beaver Creek

EXCELÊNCIA EM DESTINOS DE NEVE

A Vail Resorts, Inc. é uma organização que administra 13 complexos de neve divididos em resorts de montanha e centros urbanos de esqui. No estado norte-americano do Colorado são quatro (Vail Mountain, Beaver Creek, Breckenridge e Keystone) e na Califórnia, região do Lake Tahoe, são três (Heavenly, Northstar e Kirkwood). O estados de Utah, Wisconsin, Minnesota e Michigan abrigam Park City, Wilmot, Afton Alps e Mt. Brighton, respectivamente. Além–fronteiras estão Perisher, na Austrália, e Whistler Blackcomb, no Canadá. São tantos resorts que poderíamos dedicar uma revista inteira a eles, mas aqui selecionamos dois paraísos para você curtir: Vail Mountain e Beaver Creek.

VAIL MOUNTAIN

À diferença de outras estações de esqui norte-americanas, que surgiram em meio a aglomerados urbanos, a cidade de Vail se desenvolveu a partir de sua estação, em finais dos anos 1960. E tudo se deu graças ao veterano de guerra Pete Siebert. Quando ingressou na Décima Divisão Montanhesa, uma espécie de tropa de elite de esquiadores, Pete foi treinar na inóspita Vail, distante 200 km da capital Denver. Passada a Segunda Guerra Mundial, o ex-militar retornou ao seu país determinado a fazer daquele pedacinho do Colorado um paraíso para os amantes de esportes na neve. Hoje, quem visita o moderno centro de esqui não hesita em louvar: bendito seja Pete Siebert!

Jack Affleck/Divulgação

Jack Affleck/Divulgação

ESTRUTURA

“Somos a maior e mais avançada estação de esqui do Colorado. Contamos com 31 teleféricos, três gôndolas – sendo uma recém-instalada com wi-fi e aquecimento –, sete lendários back bowls, 193 pistas e a mais bonita e icônica cidade. Vail oferece entretenimento a todos e seu calendário de eventos é intenso”, orgulha-se Jennifer Viditz-Ward, gerente para o mercado internacional da Vail Resorts, Inc. E não é para menos tanto orgulho. Vail Mountain é tão completa que foi subdividida em quatro áreas: Cascade Village, Golden Peak, Vail Village e Lionshead. Todas garantem belezas e atrações, entre butiques, spas, pubs e clubes noturnos.

Tantas possibilidades atraem não apenas anônimos, mas celebridades. Topar com famosos pelas ruas é bem comum. O requinte da cidade se estende até às suas calçadas, que são aquecidas durante o inverno. As caminhadas são gostosas, mas, se o plano for percorrer distâncias longas, o recomendável é o deslocamento de carro. Muitos hotéis disponibilizam motoristas, e a Green Line, linha de ônibus gratuita, transita por toda a cidade.

Jack Affleck/Divulgação

Jack Affleck/Divulgação

GASTRONOMIA

Em Vail, as opções gastronômicas são muitas. O Game Creek Club é um dos mais afamados, comandado pelo chef Steve Topple, queridinho da James Beard Foundation, de Nova York. “No final de 2016, Steve foi convidado, pela terceira vez, a cozinhar no James Beard House, espaço onde atuam os grandes chefs norte-americanos. Isso apenas reflete a excelência de nossa culinária”, opina Jennifer Viditz-Ward. Dividindo com o Game Creek Club a fama de melhor restaurante estão o Matsuhisa, especializado em comida japonesa, o Sweet Basil, com sua elogiada carne de pato, e o La Tour, que prepara sopas divinas.

TRADIÇÃO

Com tantos atrativos fora da montanha, nem parece que estamos falando de uma estação com mais de 2 mil hectares de área esquiável, picos de até 3,5 mil metros e quase 200 pistas. Vail está para os esportes de neve assim como Wimbledon está para o tênis. Só mesmo estando na montanha para entender por que ela é tão famosa e querida. Entre as razões estão os teleféricos posicionados estrategicamente ao fim das descidas para possibilitar o retorno ao topo. Afinal, uma subida tão longa exige esse conforto.

Jack Affleck/Divulgação

Jack Affleck/Divulgação

EXPERTS E INICIANTES

Não acredite nos que afirmam que Vail é apenas para esquiadores profissionais. É bem verdade que a maioria das pistas é para experts, mas iniciantes também têm vez. A começar pelo fato de que é possível fazer aulas de esqui com professores de mais de 20 nacionalidades. Já os experts têm na Riva Ridge seu maior desafio. Essa é a pista mais longa do Colorado, com 6,4 km de extensão. E saiba que o que acontece na montanha pode ser registrado pelo aplicativo EpicMix, desenvolvido pela Vail Resorts, Inc., um app que possibilita compartilhamento nas redes sociais em tempo real. Cada passe para a montanha contém um chip de identificação e, quando os fotógrafos espalhados pela estação registram o visitante, a imagem fica disponível no dispositivo móvel. E vale lembrar ainda que nem só de esqui vive a montanha: snowparks, passeios de trenó e snowmobile, caminhadas e tubing estão entre as alternativas.

Revista Point da Neve 2017-2018 area_esquiavel VAIL

COMO CHEGAR

O Denver International Airport, 192 km até Vail Mountain, oferece transfers, ônibus, vans e aluguel de veículos. O Vail/Eagle Airport, 56 km até Vail Mountain, disponibiliza as mesmas opções.

Revista Point da Neve 2017-2018 COMO_CHEGAR

BEAVER CREEK

A 20 minutos de Vail Mountain, transitando pela rodovia Interstate 70, você chega a Beaver Creek, um charmoso, sofisticado e aconchegante cantinho do Colorado. Com pistas de baixa inclinação, infraestrutura impecável, excelentes restaurantes e vistas privilegiadas, o destino mescla a modernidade de um ambiente de resort à serenidade de uma aldeia — perfeito para curtir com a família.

Jack Affleck/Divulgação

Jack Affleck/Divulgação

EUROPA NO COLORADO

Com suas magníficas geleiras e picos nevados, o trajeto pela rodovia Interstate 70 é um deslumbre. Chegando a Beaver Creek, você se depara com um vilarejo com cara de Europa. A sofisticada arquitetura, as opções gastronômicas e os elegantes estabelecimentos transportam o visitante aos Alpes Suíços. Beaver Creek se divide em Beaver Creek Village, Bachelor Gulch e Arrowhead Village.

GASTRONOMIA

Em Beaver Creek Village estão as melhores lojas, galerias de arte, pubs e restaurantes, todos conectados por passarelas aquecidas e escadas rolantes. Dentre as opções gastronômicas destacam-se o Hocker, famoso por seus pescados; o 8.100, elogiado pelos hambúrgueres e sopa de cebola com queijo Gruyère; o Grouse Mountain Grill, reconhecido por sua cozinha criativa; e o Allie’s Cabin, o mais tradicional restaurante, que fica em meio a um bosque. Nessa casa, que de tão requintada parece um set de filmagem, é possível fazer a refeição em frente à lareira, enrolado num cobertor.

VINHO E NEVE

Quem aprecia boa comida e bebida será fisgado pela Winter Wine Excursion, uma trilha que termina em uma memorável degustação. A experiência começa no Beaver Creek Nordic Sports Center, onde os participantes são equipados com tênis para neve. De lá, tomam o Strawberry Park Express rumo ao MyCoy Park, um parque projetado exclusivamente para trilhas. A partir daí tem início uma caminhada de 60 a 90 minutos com guia. O destino final é o Osprey Fireside Grill, onde os equipamentos cedem lugar a degustações de vinhos e charutos.

ATLETAS E INICIANTES

Embora Beaver Creek seja conhecida pelas pistas para iniciantes, é para lá que muitos atletas se deslocam na alta temporada. Todos os anos, esportistas, jornalistas e espectadores em geral aportam na cidade para curtir o Birds of Prey Men’s World Cup, um dos torneios mais prestigiados do esqui mundial. Também entre os atrativos da estação está sua escola de esqui. “Iniciantes aprendem técnicas deslizando em um terreno suave com neve esculpida. O recurso auxilia a controlar a velocidade e também a posição do corpo, permitindo ao aluno relaxar e se divertir”, explica Fred Rumford, diretor da escola.

Revista Point da Neve 2017-2018 area_esquiavel BEAVER

OLHA OS COOKIES!

O conforto e a estrutura em Beaver Creek são tão completos que, se o estômago se manifestar na pista, não é preciso retornar ao village. A montanha oferece opções de alimentação, e não se surpreenda se um chef se aproximar para lhe oferecer cookies! Todos os dias, às 15 horas, acontece o cookie time, quando são servidos mais de 490 mil biscoitos recém-assados. E, se você estiver por lá no mês de novembro, não perca o World’s Best Chocolate Chip Cookie Competition, evento que elege o melhor cookie de chocolate do mundo. O julgamento acontece em Beaver Creek Village e a participação é gratuita. Todos que estão no local são convidados a desgustar e escolher o vencedor.

COMO CHEGAR

O Denver International Airport, 210 km até Beaver Creek, oferece transfers, ônibus, vans e aluguel de veículos. O Vail/Eagle Airport, 41 km até Beaver Creek, disponibiliza as mesmas opções.

Revista Point da Neve 2017-2018 COMO_CHEGAR

Esse conteúdo faz parte da revista do Point da Neve – Temporada 2017/2018. 

2016 © Point da Neve Viagens e Turismo - Grupo S7 - Todos os direitos reservados - Proibida reprodução Desenvolvido por Segundo Andar