Califórnia: da praia à neve!

4 de julho de 2019
Califórnia: da praia à neve!

Famosa por suas praias e pelo surf, a Califórnia também é a terra da neve e dos esportes de inverno. Conheça um espírito californiano bem diferente do que é exibido nos seriados norte-americanos.

Palco de filmes e séries de TV, a Califórnia sempre foi sinônimo de mar, areia e píeres lotados de pessoas acompanhando os surfistas e suas manobras sobre as ondas. Para os norte-americanos, no entanto, essa associação já se desfez há muito tempo. Se para você o turismo de neve nos Estados Unidos se resume aos estados do Colorado e de Utah, saiba que na Califórnia há estações de esqui modernas em lugares de natureza exuberante e com neve de excelente qualidade. Além disso, esquiar ali possibilita combinar a experiência na montanha com passeios em São Francisco, Napa Valley, Los Angeles e até mesmo em Las Vegas, no estado de Nevada.

ROAD TRIP EM LAKE TAHOE

A maior concentração de estações de esqui na Califórnia é na região de Lake Tahoe, assim batizada em homenagem ao lago homônimo. O maior lago alpino de toda a América do Norte brinda o visitante com águas cristalinas circundadas por pinheiros e montanhas cobertas de neve. Foi este cenário que a empresária catarinense Amanda Lunelli encontrou em 2013, quando conheceu a região na companhia do marido Márcio Pio. Em fevereiro de 2019, ela retornou pela terceira vez para desfrutar a experiência com toda a família. Além do marido, embarcaram na aventura sua mãe junto com o namorado e seu irmão acompanhado da esposa e da filha bebê.

Amanda esquia desde criança e já esteve em estações sul-americanas, europeias, canadenses e norte-americanas. Para ela, a Califórnia como destino de neve ainda é pouco explorada pelos brasileiros. “Todas as vezes que esquio nas estações californianas, reforça-se esta impressão. Durante minha última estada, em 2019, escutei pessoas falando em português apenas em Squaw Valley, e eram intercambistas brasileiros que estavam trabalhando na estação de esqui”, comenta.

Amanda Lunelli
Empresária
Foto: arquivo pessoal

Segundo a empresária, a Califórnia é propícia a uma road trip. “Embora tivéssemos um planejamento, não queríamos ficar limitados a ele. Por isso, ao pegar a estrada, ligávamos o GPS e nos deixávamos levar. Lake Tahoe é uma região com paisagens lindíssimas. Quando me dava conta, não fazia mais nada além de fotografar”, diverte-se Amanda, que se aventurou com a família por Heavenly, Squaw Valley, Alpine Meadows e Northstar.

HEAVENLY

As águas de Lake Tahoe ocupam 582,4 km², uma área tão vasta que nem um plano panorâmico é capaz de abrangê–la por inteiro. Do alto da estação de esqui de Heavenly, no entanto, é possível ter uma boa visão do maior lago alpino do continente norte-americano. Heavenly situa-se bem na divisa entre a Califórnia e Nevada: metade de suas pistam ficam num estado, metade noutro. Enquanto o lado californiano preserva uma atmosfera de vilarejo montanhês, com hotéis, pousadas e restaurantes construídos de madeira e pedra, em Nevada há edifícios, cassinos e boates. Para desfrutar todos os atrativos do vilarejo é preciso pegar os meios de elevação. Por isso, em Heavenly estar nas alturas não é privilégio de esquiadores e snowboarders. “Quem não pratica esportes de neve também tem acesso à montanha. O namorado da minha mãe não esquia e pôde apreciar a vista da região e circular pelas lojas e restaurantes sem se sentir isolado”, conta Amanda.

O aprés-ski de Heavenly tem um astral bem californiano — descontraído e jovial, com o agito invadindo a noite. Trata-se de um ótimo destino para conhecer gente nova e desempoeirar o inglês — afinal, o lugar conta com dezenas de bares. Apesar das atrações noturnas, o carro-chefe são os esportes de neve. A estação de esqui oferece 97 pistas para todos os níveis de dificuldade, atendidas por 30 modernos meios de elevação.

Consulte pacotes para Heavenly

Divulgação Heavenly

Divulgação Heavenly

SQUAW VALLEY E ALPINE MEADOWS

Voltar a Squaw Valley e Alpine Meadows era um sonho de Amanda, e a lembrança de uma infinidade de pistas e possibilidades nas alturas se confirmou. “A estação se tornou ainda mais moderna desde nossa visita em 2013, e dá a sensação de que podemos ficar esquiando por um mês sem chegar a conhecer todas as pistas.” Amanda não exagera. Squaw Valley e Alpine Meadows hoje somam 270 pistas e 23 meios de elevação, e a distância de apenas 8 km entre as duas estações faz com que sejam consideradas um único destino.

Maior e mais tradicional do que Alpine Meadows, Squaw Valley sediou os Jogos Olímpicos de Inverno de 1960, evento que legou à cidade o Olympic Museum. O prédio que revisita o passado esportivo da cidade também dimensiona sua relevância para o esqui e o snowboard dos Estados Unidos. Equipes profissionais do país inteiro tomam o rumo de lá toda temporada para deslizar em sua imensidão esquiável. Os vilarejos ao pé das montanhas de Squaw Valley e de Alpine Meadows são simpáticos e oferecem boas opções de hospedagem, restaurantes e bares. A 11 km está Tahoe City, uma das maiores cidades da região. Além de boas opções de lojas, encontra-se ali o majestoso lago, cercado por parques estaduais, entre eles o Burton Creek State Park. “É incrível como o lago atrai as pessoas. No verão a galera costuma pescar e fazer piqueniques, e no inverno todos se divertem praticando esquibunda.”

Consulte pacotes para Squaw Valley – Alpine Meadows

Divulgação Squaw Valley

Divulgação Alpine Meadows

NORTHSTAR

Nesta última viagem à Califórnia, Northstar foi a única novidade para Amanda. “Foi uma grata surpresa. A estação de esqui é muito simpática. Em nossa próxima visita à região ficaremos hospedados lá.” Northstar fica ao norte de Lake Tahoe e no lado oposto de Heavenly. Trata-se de um dos mais belos e luxuosos destinos de inverno dos Estados Unidos, com hotéis cinco-estrelas, restaurantes refinados e uma experiência na neve de primeira qualidade.

São 95 pistas largas, compridas e bem sinalizadas, que atendem esportistas dos mais variados níveis técnicos. À exemplo de Heavenly, do alto da montanha tem-se uma visão panorâmica do lago. Outro atrativo é a abundante oferta de entretenimento, incluindo spa, ioga, cinema, lojas de grife, cafés e bares. O centro comercial se distribui nas cercanias de uma enorme pista de patinação no gelo, que se tornou símbolo do luxo de Northstar.

Divulgação Northstar

Divulgação Northstar

Esse conteúdo faz parte da revista do Point da Neve – Edição 5. Para ler o conteúdo completo é só clicar aqui.

Solo
Contato via Whatsapp >