Fronteiras reabertas: confira os países que aceitam brasileiros vacinados!

15 de dezembro de 2021
Fronteiras reabertas: confira os países que aceitam brasileiros vacinados!

Com o avanço da vacinação no mundo inteiro e com a diminuição de casos de Covid-19, alguns países já flexibilizaram as restrições e, com isso, as fronteiras estão reabrindo.

Confira abaixo os países que já estão aceitando brasileiros totalmente vacinados e planeje a sua próxima snow trip!

Suíça

  • Vacinas aceitas: BioNTech, Moderna, Pfizer, Janssen, AstraZeneca, Sinovac (incluindo CoronaVac) e Sinopharm; Os imunizados com a vacina do laboratório Janssen devem aguardar 22 dias após a data da vacinação para embarcar. É necessário estar com o esquema vacinal completo. A última dose da vacina (ou dose única) tenha sido nos últimos 12 meses – no caso da Janssen são 12 meses e 22 dias. Para outras vacinas e detalhes, consulte o site do governo suíço.
  • A partir de sábado, 22 de janeiro, as pessoas que foram vacinadas não precisarão mais apresentar PCR negativo ou teste rápido de antígeno antes de entrar na Suíça. Até lá, é preciso apresentar exame RT PCR negativo feito até 72h antes da chegada na Suíça ou o teste antígeno negativo realizado 24h antes da chegada na Suíça.
  • Realizar um segundo teste PCR ou antígeno, entre 4 e 7 dias após a chegada no país.
  • Passageiros entre 16 e 18 anos não precisam apresentar o certificado de imunização, somente teste PCR negativo válido dentro das 72 horas. Menores de 18 anos não vacinados ainda não estão autorizados a entrar no país desacompanhados.
  • É necessário apresentar o certificado de vacinação digital, disponível no site ou aplicativo do ConectSUS.
  • Também é necessário apresentar o formulário de entrada, preenchido até 48h antes: https://swissplf.admin.ch/formular
  • Para circular pela Suíça, acessar hotéis, restaurantes e outros locais fechados é necessário apresentar um Covid Certificate (passe sanitário) válido na Suíça. Link para solicitar um Covid Certificate Suíço: https://www.covidcertificate-form.admin.ch/foreign
  • Lista de locais na Suíça para fazer o teste: https://www.myswitzerland.com/en/planning/about-switzerland/covid-pcr-test/
  • Algumas cias aéreas e alguns estabelecimentos no país podem exigir o uso de máscara PFF2/N95.
  • A máscara não será obrigatória em lojas, restaurantes, academias, no entanto, continua a ser obrigatória nos transportes públicos e estabelecimentos de saúde até 31 de março.
  • Desde a última segunda-feira, 21 de março de 2022, cidadãos de países terceiros na Lista de Alto Risco SEM, que é o caso do Brasil, poderão entrar na Suíça com um certificado de recuperação (não superior a 180 dias). Uma pessoa é considerada recuperada se puder provar contaminação pela COVID-19 com evidências de um teste PCR positivo ou um teste rápido antígeno positivo. A validade começa a partir do 11º dia após o resultado do teste positivo e dura 180 dias a partir do resultado do teste.

Fontes: Switzerland Tourism Brasil e Embaixada da Suíça.

Informações atualizadas dia 22 de março de 2022. É importante lembrar que as regras e restrições de viagem estão mudando rapidamente com as notícias da variante Ômicron da COVID-19. Consulte os órgãos oficiais e a cia aérea responsável pelo seu voo (caso você faça stopover em algum outro país, consulte mais detalhes e restrições de chegada/partida antes de chegar ao destino). 

Zermatt

França

    • Com base nos indicadores sanitários, o Brasil passou a ser considerado um país verde. Para vacinados: é necessário apenas a comprovação de uma vacinação completa, além dos documentos normalmente exigidos (exemplo: passaporte, visto). Não vacinados: é necessário apenas a comprovação de uma vacinação completa, além dos documentos normalmente exigidos (exemplo: passaporte, visto). Crianças: menores de 12 anos estão isentas dessas formalidades.
    • Vacinas aceitas: Pfizer/Cominaty, Moderna, AstraZeneca/Vaxzevria/Covishield, Janssen. É necessário estar com o esquema vacinal completo. Quem recebeu o imunizante da Janssen precisa aguardar 28 dias antes da viagem para a França. No caso das outras vacinas aceitas, a espera exigida é de sete dias. Quem vacinou com duas doses da Coronavac poderá entrar no país desde que tenha tomado a dose de reforço com a Pfizer há pelo menos 7 dias. As pessoas de mais de 65 anos de idade e as pessoas que foram vacinadas pela Janssen, deverão ter recebido uma dose complementar da vacina para que seu passaporte sanitário permaneça válido. Obrigação da 3ª dose de reforço: converse com um dos nossos consultores.
    • Todas as pessoas de idade igual ou superior a 12 anos devem apresentar o exame de PCR negativo (ou um teste de antígeno negativo que permita a detecção da proteína N do SARS-CoV-2) realizado, no máximo, 48h antes do embarque.
    • É necessário apresentar o certificado de vacinação, disponível no site ou aplicativo do ConectSUS.
    • É preciso preencher e levar em mãos uma declaração solene (auto compromisso) de que você não tem sintomas de Covid e não esteve em contato com um caso de Covid. O modelo fica no site do Ministério do Interior ("Attestation de déplacement et de voyage"): https://www.interieur.gouv.fr/.
    • Nos últimos dias a França passou a exigir o Passe Sanitário. Ele é exigido inclusive nos teleféricos e lifts nas estações de ski (a partir de 12 anos). O passe sanitário nada mais é do que o comprovante de vacinação francês em forma de código QR. O pedido do QR Code tem que ser feito após a chegada na França. Para obter o QR Code é necessário apresentar nas farmácias o passaporte e certificado de vacinação original impresso. Como obter o passe sanitário: https://www.sante.fr/obtenir-un-passe-sanitaire-en-cas-de-vaccination-letranger (francês) ou https://www.sante.fr/how-to-obtain-a-french-health-pass (inglês).
    • Pass Vaccinal: a partir do 24 de janeiro 2022, o passe vacinal é obrigatório na França para maiores de 16 anos em locais abertos ao público. O “passe de vacinação” está em vigor para pessoas com 16 anos ou mais. Ele consiste na apresentação de um destes três comprovantes: certificado de vacinação (esquema vacinal completo, dose de reforço incluída no prazo para pessoas a partir de 18 anos e 1 mês elegíveis); certidão de recuperação de mais de 11 dias e menos de seis meses; certificado de contraindicação à vacinação. Onde é necessário? Substitui o “passe sanitário” nos locais abertos ao público (com exceção dos estabelecimentos de saúde e sociais): bares e restaurantes (com excepção da restauração colectiva, venda take-out de refeições preparadas e restauração profissional rodoviária e ferroviária); atividades de lazer (cinemas, museus, teatros, recintos desportivos, pavilhões desportivos e salas de espetáculos, etc.); feiras, seminários e feiras; lojas de departamento e shopping centers (por decisão do prefeito); transporte inter-regional (aviões, comboios, autocarros). Assim como o “passe sanitário”, o “passe de vacinação” vale tanto para o público quanto para as pessoas que trabalham em locais onde é obrigatório. Como obter o passe e onde fazê-lo: https://www.sante.fr/obtenir-un-passe-vaccinal-en-cas-de-vaccination-letranger
    • Crianças: os viajantes com menos de 12 anos de idade não precisam ser vacinados se estiverem viajando com os pais vacinados.
      As regras para crianças/adolescentes com 12 anos ou mais, viajando com adulto vacinado, são as mesmas dos adultos.
    • Lista de locais na França para fazer o teste: https://www.sante.fr/cf/centres-depistage-covid.html
    • Algumas cias aéreas e alguns estabelecimentos no país podem exigir o uso de máscara PFF2/N95.
    • Dica extra: fazer o download do app "TousAntiCovid" para armazenar o passe sanitário no celular

Fontes: Explore France e Consulado da França.

Informações atualizadas dia 13 de março de 2022. É importante lembrar que as regras e restrições de viagem estão mudando rapidamente com as notícias da variante Ômicron da COVID-19. Consulte os órgãos oficiais e a cia aérea responsável pelo seu voo (caso você faça stopover em algum outro país, consulte mais detalhes e restrições de chegada/partida antes de chegar ao destino). 

Les Arcs

Espanha

  • Vacinas aceitas: Pfizer-Biontech, Moderna, Astra-Zeneca, Janssen/Johnson&Johnson, Sinovac/Coronavac e Sinopharm. É necessário estar com o esquema vacinal completo.
  • Todas as pessoas que viajarem para a Espanha, independente de sua nacionalidade, precisarão de um certificado de teste COVID-19 negativo realizado no máximo 72h antes de entrar na Espanha.  ara ser válido na Espanha, o certificado deve ser redigido em espanhol, inglês, francês ou alemão, em formato digital ou papel e declarar que o viajante não possui vírus. Os certificados em português não serão validos. Os testes válidos na Espanha são o PCR e o TMA. Outros testes não são válidos (exemplo: testes rápidos de anticorpos ou de antígenos). Crianças menores de seis anos não precisam fazer o teste.
  • Crianças: menores de 12 anos sem vacina poderão entrar como acompanhantes de maiores de idade vacinados.
  • Para as vacinas realizadas no Brasil, será necessário apresentar o certificado de vacinação digital do Ministério da Saúde. O certificado deve ser traduzido ao espanhol. Ele pode ser realizado através do site ou aplicativo ConectSUS.
  • Também é obrigatório preencher o formulário Spain Travel Health disponível para download gratuito nas lojas de aplicativos para celulares iOS e Android. Depois de preenchido, obtém-se um código QR que deverá ser apresentado, tanto no momento do embarque como na chegada à Espanha. Os passageiros em trânsito internacional estão isentos de passar pelo controle de saúde, mas também devem obter um código QR. Formulário: https://www.spth.gob.es
  • Algumas cias aéreas e alguns estabelecimentos no país podem exigir o uso de máscara PFF2/N95.

Fontes: Embaixada da Espanha

Informações atualizadas dia 15 de dezembro de 2021. É importante lembrar que as regras e restrições de viagem estão mudando rapidamente com as notícias da variante Ômicron da COVID-19. Consulte os órgãos oficiais e a cia aérea responsável pelo seu voo (caso você faça stopover em algum outro país, consulte mais detalhes e restrições de chegada/partida antes de chegar ao destino). 

Baqueira-Beret

Canadá

  • Vacinas aceitas: Pfizer-Biotech, Moderna, Janssen e AstraZeneca. Recentemente, o Canadá passou a aceitar a
    Coronavac ou doses mistas (incluindo ela). O esquema vacinal completo é considerado após a segunda dose ou dose única da Janssen, ministrada há 14 dias antes da chegada ao país.
  • Será também necessário um teste RT-PCR negativo antes da viagem e acessar o portal/aplicativo ArriveCAN para inserir dados. O PCR deve ser concluído dentro de 72h antes do embarque. Testes rápidos de antígenos não são aceitos no momento. Os resultados do teste devem ser exibidos em inglês ou francês ou com tradução juramentada. O viajante poderá ser selecionado para um novo teste RT-PCR na chegada ao Canadá. Desde o dia 1 de abril não é mais exigido o teste RT-PCR antes de embarcar para o Canadá.
  • Comprovante de vacinação, em inglês ou francês, que poderá ser realizado através do site ou aplicativo ConectSUS.
  • O passageiro ainda deve preencher um formulário e anexar as informações sobre a vacinação no aplicativo ArriveCAN. O preenchimento deve ocorrer até 72h antes da chegada ao Canadá, sem ele o viajante não poderá embarcar. Somente passageiros em trânsito por um aeroporto canadense não precisam do formulário. Como baixar o ArriveCAN: https://www.canada.ca/en/public-health/services/diseases/coronavirus-disease-covid-19/arrivecan.html
  • Novo protocolo diante da variante Ômicron da COVID-19: viajantes totalmente vacinados que estiveram em qualquer país que não o Canadá e os Estados Unidos nos 14 dias anteriores à entrada no Canadá podem ser selecionados para testes de chegada. Eles devem fazer quarentena em um local adequado até receberem um resultado negativo do teste. Se forem selecionados para testes de chegada, podem apanhar voos de ligação para o seu local de quarentena.
  • Crianças menores de 12 anos: menores de 12 anos não vacinadas podem entrar no Canadá com seus pais / responsáveis totalmente vacinados, mas devem evitar ambientes em grupo, acampamentos ou creches durante os primeiros 14 dias após sua chegada.
  • Crianças entre 5 e 11 anos: estão sujeitas a testes no dia 1 e no dia 8 de suas férias. Caso o teste seja positivo, o plano de quarentena do pai / responsável será implementado.
  • É importante lembrar que continuarão válidas as regras das províncias e territórios canadenses, além das regras federais, ou seja, será necessário consultar as regras do destino para obter a informação completa.
  • Algumas cias aéreas e alguns estabelecimentos no país podem exigir o uso de máscara PFF2/N95.

Novas regras e medidas sanitárias determinadas pelo governo canadense, até o final de janeiro 2022:

  • British Columbia, Alberta, Saskatchewan, Manitoba, New Brunswick, Nova Scotia, Prince Edward Island, Newfoundland/ Labrador, Yukon, Northwest Territories: todos os restaurantes e atrações internas permanecem abertos e operam com capacidade e/ou horários reduzidos. As restrições de Saskatchewan são amplamente adotadas, mas não obrigatórias.
  • Ontario e Quebec: todos os restaurantes/locais para refeições cobertos estão fechados. Retirar para levar (take away) é permitido. Vários restaurantes estão oferecendo serviços de entrega de comida para viagem durante esse período. Todas as atrações internas estão fechadas. As atrações ao ar livre podem ser permitidas, mas com capacidade reduzida.

Fontes: Governo Canadense e Jonview Canada

Informações atualizadas dia 12 de janeiro de 2022. É importante lembrar que as regras e restrições de viagem estão mudando rapidamente com as notícias da variante Ômicron da COVID-19. Consulte os órgãos oficiais e a cia aérea responsável pelo seu voo (caso você faça stopover em algum outro país, consulte mais detalhes e restrições de chegada/partida antes de chegar ao destino). 

Le Massif Charlevoix

Estados Unidos

  • Vacinas aceitas: Janssen, Pfizer-BioNTech, Oxford-AstraZeneca/Covishield, Sinovac/Coronavac. O esquema vacinal completo é considerado após a segunda dose ou dose única da Janssen, ministrada há 14 dias.
  • Apresentar teste negativo de Covid realizado até 24h antes do embarque. Pode ser o PCR ou antígeno. O resultado pode ser em inglês, espanhol ou português.
  • Crianças e adolescentes de até 17 anos não precisam apresentar o comprovante de vacinação, mas devem ter um teste negativo de Covid-19.
  • Comprovante de vacinação, em inglês,  que poderá ser realizado através do site ou aplicativo ConectSUS.
  • Lista de locais nos Estados Unidos para fazer o teste: Colorado, Utah, Califórnia, Nevada, Steamboat, Deer Valley, Salt Lake City International Airport, Los Angeles.
  • Algumas cias aéreas e alguns estabelecimentos no país podem exigir o uso de máscara PFF2/N95.

Fontes: Embaixada e Consulados dos EUA no Brasil

Informações atualizadas dia 15 de dezembro de 2021. É importante lembrar que as regras e restrições de viagem estão mudando rapidamente com as notícias da variante Ômicron da COVID-19. Consulte os órgãos oficiais e a cia aérea responsável pelo seu voo (caso você faça stopover em algum outro país, consulte mais detalhes e restrições de chegada/partida antes de chegar ao destino). 

Aspen (Foto: Lindsy Fortier)

Argentina

Pré-requisitos para brasileiros entrarem na Argentina:

  • Fazer a declaração juramentada no site do governo argentino nas 48h prévias ao embarque. Declaração juramentada: https://ddjj.migraciones.gob.ar/app/home.php
  • Ter um seguro viagem com cobertura Covid e serviços de hospitalização, isolamento e/ou transferências médicas para casos positivos, suspeitos ou em contatos próximos.
  • Para quem não está vacinado ou não está com a vacinação completa, é necessário realizar um teste de Covid dentro das 24h posteriores a entrada no país.

Fonte: Visit Argentina

Informações atualizadas dia 01 de junho de 2022. É importante lembrar que as regras e restrições de viagem estão mudando rapidamente. Consulte os órgãos oficiais e a cia aérea responsável pelo seu voo (caso você faça stopover em algum outro país, consulte mais detalhes e restrições de chegada/partida antes de chegar ao destino).

Chile

  • Vacinas aceitas: AstraZeneca (Vaxzevria, SK Bioscience ou Covieshield), Janssen, Moderna (Spikevax), Pfizer-BioNTech (Comirnaty), Sinopharm and Sinovac (Coronavac). É preciso ter completado o esquema vacinal há pelo menos 14 dias. Menores de 6 anos viajando com pais ou responsáveis vacinados estão isentos.
  • Obrigação da 3ª dose de reforço: é exigida a dose de reforço depois de 6 meses de tomar a segunda dose ou dose única.
  • Todo viajante, independente da idade, deve freencher o formulário “Affidavit for Travellers to Prevent Coronavirus Diseases (COVID-19) (Declaração Juramentada)” nas 48h que antecedem a chegada ao Chile, que irá gerar um QR Code a ser apresentado na chegada. Link para a declação jurada: https://c19.cl/#/
  • Preencher o formulário do site MeVacuno, que emite o Passe de Movilidad chilenohttps://mevacuno.gob.cl/
  • Apresentar teste RT-PCR negativo coletado nas últimas 72 horas antes do embarque.
  • Fazer seguro de saúde que inclua covid e ofereça uma cobertura mínima de US$ 30 mil.
  • Fazer um teste RT-PCR ao chegar ao Chile. Esse exame deve ser feito no próprio aeroporto de Santiago. O resultado sai em até 24h. O viajante pode aguardar o resultado em isolamento no seu hotel em Santiago ou no seu destino final, caso tenha um voo de conexão vinculado à passagem de vinda.
  • Cada região e fronteira do Chile tem as suas respectivas regras e requisitos. Consulte: https://www.gob.cl/coronavirus/pasoapaso#fronteras
  • Algumas cias aéreas e alguns estabelecimentos no país podem exigir o uso de máscara PFF2/N95.

Fonte: Governo do Chile

Informações atualizadas dia 13 de janeiro de 2022. É importante lembrar que as regras e restrições de viagem estão mudando rapidamente com as notícias da variante Ômicron da COVID-19. Consulte os órgãos oficiais e a cia aérea responsável pelo seu voo (caso você faça stopover em algum outro país, consulte mais detalhes e restrições de chegada/partida antes de chegar ao destino).

Como emitir o certificado de vacinação através do ConectSUS

Para emitir o certificado de vacinação é muito fácil e prático. Confira o passo a passo clicando aqui.

Retorno ao Brasil

Exigência de vacinação

Os viajantes são obrigados a apresentar um certificado internacional válido para vacinação completa contra COVID-19 com o uso de uma vacina aprovada. A dose final deve ter sido administrada pelo menos 14 dias antes da partida. O documento deve estar em inglês, português ou espanhol. Existem isenções para cidadãos não vacinados, residentes e algumas categorias autorizadas. Mais informações podem ser encontradas, em português, em http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/Portaria/PRT/Portaria-670-22-cc.htm#art24 As vacinas autorizadas incluem as aprovadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Detalhes completos podem ser encontrados em https://www.gov.uk/foreign-travel-advice/brazil/entry-requirements

Exigência de teste/certificado médico

Viajantes não vacinados devem apresentar comprovação de RT-PCR ou teste de antígeno negativo, realizado nas últimas 24 horas, no momento da partida. O documento deve estar em inglês, português ou espanhol.

Informações atualizadas dia 01 de junho de 2022. É importante lembrar que as regras e restrições de viagem estão mudando rapidamente. Consulte os órgãos oficiais e a cia aérea responsável pelo seu voo (caso você faça stopover em algum outro país, consulte mais detalhes e restrições de chegada/partida antes de chegar ao destino). 

Fonte: SkyScanner

Confira mais detalhes com a nossa equipe e programe a sua próxima snow trip!