Guia para esquiar no Valle Nevado

29 de maio de 2018
Guia para esquiar no Valle Nevado

Informações gerais sobre o Valle Nevado

Uma viagem que ficará marcada na memória

O Valle Nevado é um excelente resort, construído a 40 km do centro da cidade de Santiago – a linda capital dos chilenos. Nesta região, três centros de ski já eram tradicionais e famosos no mundo dos esportes de neve: Farellones, El Colorado e La Parva, todos acessados por uma antiga estrada de mineração, que começava ao final do bairro Las Condes, as três estações atendendo ao público local e turistas de todo o mundo.

Valle Nevado foi então erguido na década de 80, com o objetivo de ser o melhor e mais selecionado centro de ski da américa do sul, com um projeto de arquitetura arrojada, hotéis de diversos níveis de preço, e uma estrutura de lazer que lembrasse um “cruzeiro marítimo nas neves”, com tudo concentrado a poucos passos:

  • Fitness center, sauna, spa com massagens e tratamentos de beleza, danceteria, salões de jogos, cinema…
  • Além de diversos restaurantes, muitos deles temáticos – escolha de nouvelle cousine française, comida italiana, comida típica chilena, fast-food e outros, novidades diárias!

E o complexo turístico vem, nestas últimas décadas, fazendo muito sucesso pela sua estrutura, seu ótimo e simpático atendimento, e pela qualidade da neve, sempre dry-powder em função do clima local e da altitude do resort – você estará dormindo a 3.025 m acima do nível do mar.

O Valle nevado oferece três hotéis: o Hotel Valle Nevado, o seu 5 estrelas; o Puerta del Sol, o quatro estrelas com o formato de pirâmide que sempre chama a atenção nas fotos do resort; e o Tres Puntas, o 3 estrelas que costuma abrigar as galeras, as equipes de esquiadores e snowbordistas de outros países e casais jovens.

E para quem não abre mão de ter uma cozinha por perto, o resort oferece diversos condos, com apartamentos completos e muito bem decorados, amenidades diversas nos próprios edifícios e variados tamanhos e preços.Enfim: pode ter certeza de que o Valle Nevado tem o tipo de alojamento que você precisa para uma skiweek!

Em seu deck de madeira, tem diversas boutiques que oferecem artigos de inverno, equipamentos de todo o tipo para o ski & snowboard, e uma piscina aquecida que costuma lotar nos happy-hours, com gente tomando drinks mergulhado até a cintura numa água semi-fervente – cercado de neve por todos os lados… as conversas são sempre em n+1 linguas, vem gente de todo o mundo para esquiar no Valle Nevado.

Oferece uma ótima estrutura de pistas e meios de elevação: são mais de 40 km de pistas de diversos graus de dificuldade, teleféricos e meios de arrasto de boa qualidade, modernos, e com ótima manutenção; escola de ski & snowboard com instrutores de todo o mundo, que falam um portunhol mais do que bom. Loja de aluguel de equipamentos e roupas de ski e de snowboard, com material de qualidade.

Como Valle Nevado está ao lado dos centros de ski vizinhos, você poderá adquirir um extra: o “passe para skilifts conjugado”, que permitirá você usar todas as pistas da região – isto significa mais de 120 km de pistas, sem parar… e tem também o fora-de pista – Valle Nevado oferece programas de heliski com guias treinados, e pilotos experientes, para diversas alternativas de descidas na região.

O acesso ao Valle Nevado é feito pela tal estradinha que contamos… saindo da cidade, aponta para a montanha e começa uma sucessão de curvas, uma dentro da outra, que o levará dos 800 metros da capital para os 3.000 metros dos centros de ski. Num determinado ponto, bem lá em cima, uma bifurcação: à esquerda, você estará indo para Farellones, La Parva e El Colorado, e à direita estará seguindo para o Valle Nevado. Serão 40 km desde o centro, mas irá levar quase duas horas – afinal, são curvas sem parar, e tudo deve ser feito com cuidado e devagar.

Valle Nevado está junto à capital chilena – são apenas 40 km do centro de Santiago até o resort, e assim suas pistas e teleféricos podem ser vistos de diversos pontos da cidade. O resort está a 3.100 m de altitude, é ski-in/ski-out e oferece 40 km de pistas ótimas e bem cuidadas, além de fácil acesso a ótimos foras-de-pista. Tem 15 meios de elevação, e uma confeitaria de montanha que é o point dos dias de sol, o Bajo-Zero.Para quem gosta de muita pista, pode-se usar a área esquiável das vizinhas La Parva, El Colorado e Farellones, o que aumenta a oferta para mais de 120 km de pistas – com neve habitualmente dry powder.

Veja os detalhes da montanha no item A MONTANHA e os detalhes da hotelaria no item HOTÉIS.

LOCALIZAÇÃO

Localizado a aproximadamente 60km do Aeroporto Internacional de Santiago, o Valle Nevado se encontra no coração da Cordilheira dos Andes, a 3025m de altitude.

COMO CHEGAR

O Valle Nevado fica a somente 46 km do centro de Santiago, pela estrada asfaltada de Farallones que percorre 32 km até o desvio para Valle Nevado. Deste ponto são 14 km para chegar a estação. Durante o inverno o trânsito de 08h às 14h é exclusivamente de subida, e de 14h até as 20h é só para a descida. O uso de correntes nos pneus e obrigatório nos caminhos montanhosos.

Confira a localização de Valle Nevado no mapa: Exibir mapa ampliado

CENTRO DE ESQUI

O Valle Nevado foi inaugurado em 1988. É um resort construído no alto da cordilheira e caracteriza-se como um centro de esqui de Alta Montanha. O número de pistas e a variedade de inclinações é o diferencial de Valle Nevado. A natureza geográfica propicia neve abundante e condições ideais para o esqui. As pistas do Valle Nevado oferecem todos os níveis de dificuldade, de iniciantes a experts. O centro de esqui conta ainda com o teleférico mais rápido da América do Sul: o “AndesExpress”. Possui canhões para fabricação de neve artificial.

Por estar no mesmo meridiano dos Alpes, porém ao sul, a sua neve é de uma qualidade excepcional. Ideal para amantes do esporte, o Valle Nevado oferece além da prática do esqui, atividades para os mais ousados, como o heliski (transporte de helicóptero para montanhas de mais difícil acesso).Para os snowboarders, o snow park de Valle Nevado, de 100 m de longitude e 50 m de largura, oferece pistas especiais: Half Pipe e Border Cross, e estão junto ao teleférico La Escondida.

HOTELARIA E SERVIÇOS

Lá você encontrará três hotéis: Valle Nevado, Puerta Del Sol, Três Puntas; oito edifícios de apartamentos com sala e cozinha de dois/ três e quatro dormitórios e diferentes níveis de preço e sofisticação.

O complexo possui instalações completas: piscina térmica junto aos hotéis e também em alguns condos ; fitness center, cinema, 6 restaurantes de gastronomia internacional e 6 bares temáticos espalhados pelo resort, boutiques e mini-mercado ; escola de ski & snowboard com mais de 200 profissionais especializados nos esportes e no atendimento específico de crianças e portadores de necessidades especiais ; guias de montanha para a prática de heliski e fora-de-pista, centro de aluguel de equipamento e roupas para a prática dos esportes e heliporto.

O complexo possui instalações completas: piscina térmica, fitness center, cinema, 7 restaurantes de gastronomia internacional e 1 restaurante de pista, pubs, boutiques, spa com massagem e sauna, heliporto e clínica médica.
Valle Nevado conta ainda com estrutura para atendimento de crianças e adolescentes, escola de ski e snowbord, e a possibilidade de desfrutar da área esquiável das estações vizinhas La Parva, El Colorado e Farellones.

LAZER E ENTRETENIMENTO

O Valle Nevado oferece opções de entretenimento para toda família. Lá é possível desfrutar do melhor da gastronomia internacional, de um happy hour, sushizinho…

…de um cineminha…

…curtir uma noite de karaokê e música ao vivo ou simplesmente relaxar na piscina aquecida, no fogo ao lado dela ou no spa.

Além disso são realizadas atividades como exposição de artes plásticas, praticas desportivas, oficinas, jogos de salão e bailes.

É uma ótima pedida para quem adora esquiar, relaxar e se divertir ao clima dos Andes Chilenos.

HISTÓRIA

Valle Nevado, aos pés do imponente monte El Plomo, foi construído por uma empresa francesa e o projeto inspirado no conceito dos mais modernos resorts europeus. Em 1988, logo depois da sua inauguração, tornou-se o destino escolhido por muitos turistas de visita pela América do Sul. Hoje, está sob a administração de um grupo chileno.
Valle Nevado é o único lugar da América Latina a sediar a Copa do Mundo de Snowboard, contando com uma pista de Border Cross e um Half Pipe, ambos homologados pela Federação Internacional de Snowboard.

GASTRONOMIA

O resort funciona num sistema de meia-pensão (além de incluir os passes para os teleféricos). Dá pra escolher qualquer restaurante para jantar. Quem quiser pode comprar, na reserva, tíquetes de almoço a 20 dólares por dia – que dão direito a um bufê de comida internacional. Gasta mais que isso quem for pagar à parte cada almoço nos restaurantes comuns. Para ter uma idéia, 20 dólares são quase 10 500 pesos chilenos. O bufê de saladas e sobremesas mais um grelhado à escolha, no italiano La Trattoria, saem por 17 500 pesos. O almoço mais barato é o do fast-food Slalom: um cachorro-quente, com refrigerante e batata frita, custa pouco mais que 5 000 pesos. No jantar, a melhor dica é: francês na cabeça. É de longe o melhor restaurante (reserve no dia anterior). O ambiente do La Fourchette d’Or não chega a ser chique, mas a apresentação e o cuidado no preparo dos pratos – cordeiro, mil-folhas de frutos do mar, confit de pato – fazem a diferença. Os outros restaurantes têm os seus highlights, mas não surpreendem em nada. Planeje-se para jantar no La Trattoria no dia do festival de massas. No suíço Le Montagnard, a melhor pedida é a fondue de queijo, que vem com pêras e maçãs além do pão para molhar. A culinária regional chilena fica no bufê do El Meson Chileno – prove o peixe congrio, os molhos salgados à base de abacate (palta) e os frutos do mar diferentões. Completa o leque gastronômico o Sushi-bar, o único que não está incluído no jantar. O cardápio é pouco variado e apenas mata a vontade dos viciados em comida japonesa.

A rixa da sobremesa

Valle Nevado não tem variedade gastronômica suficiente pra manter sua rixa interna. É mais provável que você ouça dos garçons chilenos provocações sobre o vinho e o doce de leite argentinos – retratatados com descrédito, claro. Dá pra apitar o doce conflito todos os dias, provando belos tintos no jantar. Mas não vá embora sem experimentar a estrela do restaurante suíço Le Montagnard: a fondue de doce de leite. Aliás, fondue de manjar, como eles chamam lá – porque dulce de leche é coisa de argentino.

HOTELARIA

São três hotéis de níveis diferentes. De maneira geral, todo o complexo já foi muito chique – hoje se popularizou e ficou superagitado. Os hotéis são interligados por um imenso deque de madeira onde ficam lojas, restaurantes e uma piscina aquecida ao ar livre que é coqueluche no fim do dia. (Todos acham normal entrar de sunga numa água a quase 40o C, com 2o C lá fora.) O clima da hot tub não chega a ser relaxante: além de a piscina ser uma só e pequena para os 800 hóspedes, um animador fica propondo desafios do tipo quem-virar-mais-rápido-tal-bebida-ganha-uma-cerveja. Os irmãos Stéphanie e Richard Minders, habituados a esquiar no Hemisfério Norte, não estavam satisfeitos com a comida e o serviço do resort. “Lá ficamos em chalés, com uma hot tub para cada três famílias e cozinhando nossa própria comida”, diz Richard. “Mas aqui é legal ter os bares, a danceteria, porque muitas estações não têm nada, é só esquiar e dormir”. Eles estavam no Hotel Puerta del Sol, o mediano. Há espaço suficiente nos quartos, televisão, frigobar, boa cama (os lençóis é que deixam a desejar) e banheiro cheio de amenities. Seu ponto alto é o visual da varanda – na face norte, voltada para as pistas. Mais pertinho delas (dá pra entrar e sair já com os esquis nos pés) fica o Hotel Valle Nevado, o mais chique. Ali, nem é preciso pôr o nariz no frio para ir ao La Fourchette d’Or ou comer sushi. O tamanho e o conforto dos quartos são notavelmente superiores. A moçada que quer economizar fica no Hotel Tres Puntas – que não chega a ser barato. Não se pode jantar no francês (só pagando à parte) e os quartos são pequenos. O quádruplo é um corredor apertado com dois beliches. Ainda assim, é bem planejado: cada cama tem seu abajur e criado-mudo, há televisão, telefone e até uma varandinha com vista para a cordilheira.

A NOITE

“Fiquei decepcionado com a balada”, diz Fernando Cruz, que foi sozinho a Valle Nevado. “Nos bares as pessoas ficam nos seus grupinhos e a discoteca vive vazia. Todo mundo quer acordar cedo pra esquiar. “A reclamação é comum entre a moçada. O bar mais fervido é o pub do hotel Tres Puntas: tem videokê, sinuca e dj – agitados no máximo até a 1h. Nas poltronas ao redor das lareiras do Valle Lounge, tome uns drinques com música ao vivo depois do jantar. A consumação mínima é de 6 000 pesos.Novidades Imperdíveis Valle Nevado 2014Já conferiu o que há de novo para esse ano em Valle Nevado? Essa é a sua chance! Várias novidades estão saindo do forno para melhorar ainda mais a sua snowtrip para este destino. Se antes já estava bom, agora está ainda melhor!

  • Novos e Melhores Equipamentos no Rental – os amantes da neve vão adorar!

O Valle Nevado continua realizando importantes renovações de equipamentos no Rental, ampliando a oferta de equipamentos de esqui e pranchas de snowboard com produtos de última geração e a mais moderna tecnologia. Este ano conta com a aquisição de uma nova linha de equipamentos para esquiadores intermediários e principiantes.

Para prestigiar esquiadores avançados e mais experientes, foram adquiridos esquis especiais para a prática de freeride e heli-ski. Para aqueles que desejam locar estes novos produtos, eles encontram-se disponíveis na Skishop localizada no Boulevard de lojas atrás do Hotel Puerta del Sol.

  • Cresce a escola de ski – e a área para esquiar!

Um dos fatores que tornam o Valle Nevado diferenciado é sua ampla área esquiável, grande qualidade de neve e o fato de poder contar com um grupo de professores especializados nos diversos estilos e níveis, que fazem da Escola de Esqui uma das mais importantes da região. Para a temporada 2014, a escola contará com uma ampla e nova área para principiantes, localizada ao lado do teleférico Andes Express (a poucos metros da estação La Góndola e do restaurante Bajo Zero). Isso permitirá a quem se aventura pela primeira vez na neve fazê-lo de maneira mais segura graças ao desnível especialmente preparado para eles.

  • Riglet Park e Programa de LTR – para um snowboard mais divertido!

O Valle Nevado e a Burton continuarão com o novo sistema Learning to Ride (LTR). Esta metodologia tem o objetivo de melhorar a experiência do aluno de forma amigável e divertida no aprendizado de snowboard, pois não só emprega ferramentas e aulas especializadas, mas, também, o equipamento necessário para ele. O LTR é aplicado especialmente no novo Riglet Park, espaço totalmente desenhado para crianças de 3 a 9 anos. Para solicitar sua aula particular de snowboard dirija-se até o escritório da escola para, em seguida, realizar sua aula na área do Bajo Zero.

  • Mais armários na Zona de Serviço – conforto e espaço é que não vai faltar!!

Uma das obras mais emblemáticas do Valle Nevado é a Área de Serviços (Curva 17). Com espaço de 7.300 metros quadrados, proporciona uma grande experiência a milhares de pessoas que chegam ao centro de ski durante a temporada. O espaço, que a cada ano melhora em infraestrutura, conta com 300 vagas no estacionamento e com serviços como escritório da escola de neve (compra de aulas), banheiros, bilheteria, um escritório de serviços ao cliente, acessos com escadas rolantes e 60 novos armários, totalizando 250. Graças a seu sistema com cartões eletrônicos, esses armários são seguros e aquecidos, proporcionando àqueles que precisam guardar seus pertences mais conforto e segurança, fazendo com que preocupem-se somente com a neve. Além disso, eles poderão ser alugados por dia ou mensalmente. Podem ser encontrados no primeiro andar da área de serviços (Curva 17) ao lado da Rental Wear.

  • Serviços de Reparação Tunning – para uma viagem mais tranquila!

Dispõe de profissionais especializados no reparo e manutenção de equipamentos de esqui e snowboard. Desta maneira, você poderá manter seu equipamento em perfeitas condições para desfrutar da neve sem incômodos. A novidade contará com serviços de polimento, afiamento de bordas, montagem de fiações, regulagem, trabalho de bases e reparações gerais sob a supervisão de técnicos profissionalizados, além da venda de ferramentas e acessórios de esqui e snowboard.

  • Wi-fi no Restaurante de Posta de Bajo Zero – diretamente para os webaholics!!

Sabemos que a conexão com a internet é importante para compartilhar fotos e vídeos no Facebook, Twitter e Instagram dos melhores saltos e momentos na neve. A partir da temporada 2014, o restaurante de pista Bajo Zero estará equipado com uma rede gratuita de conexão sem fio Wi-Fi.

E aí, que tal ir para o Valle Nevado?
Fonte: Valle Nevado 2014
O Valle Nevado começou o ano de 2013 com grandes inovações!

A primeira delas, e que com certeza trará muitos benefícios para a estação de ski e para a região, é a inauguração do primeiro teleférico de cabine fechada do Chile. Cada cabine da “gôndola”, como é chamado, transporta 6 pessoas, percorrendo 1.000 metros, levando esquiadores e turistas desde a nova área de serviços, chamada Curva 17, até o restaurante Bajo Zero, localizado no meio das pistas, a 3.200 metros de altitude. Isso evitará com que haja um trânsito de um número muito grande de pessoas na base principal da montanha. A gôndola facilitará os processos de compra de skipass, aluguel de equipamentos para todos clientes do Valle Nevado, descongestionando os locais de prestação de serviço.

A instalação da Gôndola no Valle Nevado tem como objetivo o de transformar Valle Nevado no primeiro “Povoado de Montanha” da região. Este é um projeto de conclusão de longo prazo do Valle Nevado que está investindo cada vez mais em construção de condomínios e apartamentos na estação de ski.

Outra novidade para este inverno é a abertura da terceira fase da área de serviço chamada Curva 17, um setor que tem trazido muitos benefícios a todos aqueles que vêm apenas passar o dia em Valle Nevado. A implementação desta nova área de serviços fará com que o serviço prestado tanto aos hóspedes do hóteis, bem como quem vai ao Valle somente para passar o dia, seja mais eficiente e evite possíveis problemas devido ao número de pessoas visitantes.Será inaugurada também uma nova Escola de Neve que possibilitará adultos e crianças a aprimorarem suas técnicas de ski e snowboard. O espaço é super bem equipado e será para crianças a partir de 4 anos de idade. Além disso, será possível aprender através do consagrado método “Leard to Ride Center”, novo sistema de ensino desenvolvido pela Burton, com excelentes resultados nos EUA. O sistema consistirá em melhorar a experiência do aluno de forma mais agradável e divertida, oferecendo equipamentos e aulas especializados para cada um.

Serão inauguradas novas pistas, principalmente a El Sol, que chegará até a área do Bajo Zero sem a necessidade de passar pela Base Prado. também e um novo Snowpark que contará com 3 níveis para aqueles que desejam praticar ou aprender FreeStyle – ski e snowboard – e desfrutar de uma nova experiência no Valle Nevado.

Para a temporada de 2013 foram adicionados novos serviços, como a secretaria da Escola, armários, banheiros, bilheteria, escritório de atendimento ao cliente e um café. Além disso, esta área contará com transporte permanente para o setor.

Esta foto da maquete do projeto (acima) foi tirada pelos diretores do Point da Neve em visita recente a Santiago, quando deram uma espiada, bem de perto, nos projetos de inovações que estão sendo implementados no Valle. Novidade fresquinha do Point!

Na última temporada, o Valle Nevado comprou centenas de novas pranchas e renovou seu estoque de aluguel de equipamentos de ski, das melhores marcas do mundo, tal como Rossignol, Burton, Volkl, etc.

E uma novidade importantíssima é a de que com o objetivo de contar com uma via que esteja à altura do turismo de inverno de Chile, o Ministério de Obras Públicas (MOP) realizou importantes obras no caminho até Valle Nevado, que trarão significativas melhoras nos acessos até o centro invernal.

Estes reparos estão concentrados em duas grandes partes: entre as curvas 1 e 40 (Estrada G-21) e no caminho que une Farellones a Valle Nevado (Estrada G-22). Estes trabalhos significarão mais segurança, comodidade e facilidades para que os turistas, tanto nacionais como estrangeiros, possam desfrutar de uma experiência ainda melhor durante a temporada invernal.

Dicas úteis

A seguir, você irá encontrar uma série de dicas e comentários que poderão ser de muita utilidade durante sua skiweek no Valle Nevado. Mas, antes de tudo, vamos às Novidades e Coisas Bacanas da Temporada 2016:

# a Escola de Ski & Snowboard estará oferecendo mais de 200 instrutores especializados nos 2 esportes e no atendimento de adultos, adolescentes, crianças e portadores de necessidades especiais – além de guias de montanha para a prática do Heliski e foras-de-pista.

# o pavilhão de aluguel de equipamentos e roupas passará a ter disponível para locação de skis/pranchas/botas, de equipamento da categoria “Demo” (além dos já tradicionais “Standard” e “Prestige” ), isso quer dizer, você terá à sua disposição o top de linha da indústria mundial para a Temporada de Neve 2016 / 2017.

Aleluia ! Aleluia !

# Grande Alegria para quem está nas pistas: o ticket dos skilifts agora será com chip eletrônico, você não precisa achar papeizinhos nem mostrar fotos e/ou documentos a cada vez que quiser subir em algum dos teleféricos. Sim, no more filas!

# Outra boa: o resort já tinha 19 canhões de neve artificial – e acaba de instalar 10 outros novos. Sim, isso custa uma grana preta, e faz uma enorme diferença na qualidade do dia de ski & snowboard.

# Esta só serve para quem é cliente do Itaú: com a carteirinha do banco, você conseguirá descontos de todo o tipo no resort, leve junto na skiweek!

E vamos às tais dicas do Point, use & abuse :

AS CURVAS DO CAMINHO…

Pois a estradinha de montanha que leva de Santiago (final do bairro Las Condes) até à porta do Valle Nevado tem muuuitas curvas… Assim, tome algumas precauções: evite sentar de costas nas vans e se tiver facilidade de enjoar tome um dramin antes, ok?
Mas… A paisagem é deslumbrante!

TRAGOS & TRAGOS

Êpaa… Não esqueça nunca: a 3.000 m de altitude, o álcool pega muito rápido e muito forte…

PUNA

Algumas pessoas sentem um pouco de mal-estar ao chegar nas altitudes como a do Valle Nevado, 3.000 m. Dor de cabeça e tontura são as vedetes… E os melhores remédios são: muita água, aspirina & tylenol, e esquecer o assunto – esquiando muito, é claro!

AQUECIMENTO MATINAL

Não comece a esquiar sem antes fazer um aquecimento legal… Nunca! Não importa se você vai perder meia hora de pista: não há qualquer motivo razoável para não se aquecer.
Deal?

HAPPY HOUR…

O lugar de um happy hour inesquecível é: a piscina térmica, olhando a branca cordilheira ir ficando cor de champanhe (depois laranja, vermelho…); batendo um papo com os amigos (velhos e novos) ; os jatos quentes da piscina; a sensação de estar cercado de neve numa piscina a céu aberto… Vai lá e confere!

EQUIPAMENTO

  • Use equipamento de acordo com o seu nível de habilidade…
  • Use sempre o melhor e mais novo equipamento que for possível: deixe para poupar no freeshop…
  • Confira as regulagens das fixações: 10% abaixo do seu peso é uma providencia razoável…
  • As botas devem ficar sempre firmes, mas não devem machucar…
  • Você vai precisar também de óculos (os escuros normais podem ser usados com sol; com neve caindo, ou com visibilidade ruim, precisa um goggle); e de luvas que não molhem.

LENCINHOS

Leve um monte de lencinhos ou guardanapos para limpar seus óculos… Vai usar o tempo todo.

SEGURANÇA

Já se falou em aquecimento… Já se falou em equipamento de acordo com o grau de habilidade… Já se falou em “professor tem razão”… Então, tome nota também:

  • Quem tá mais embaixo sempre tem razão;
  • Cuidado ao entrar numa pista;
  • Sinalize (um dia ainda vai ter pisca-pisca!) suas mudanças de direção;
  • Não pare no meio da pista;
  • Seja gentil, prestativo e antenado, você pode precisar que sejam com você, né?
  • Fique super-ligado em dois horários críticos: no começo do dia (pistas geladas & musculos frios) e no fim do dia (pistas pesadas & musculos e articulações cansados), que reunem a maioria dos acidentes dos esportes de neve;
  • Deixe alguém sabendo onde você anda esquiando;
  • Cuidado com máquinas fotográficas: ao cair sobre elas, as costelas podem reclamar!

ESCOLA DE SKI E SNOWBOARD

Não deixe de fazer aulas.

Poupe em outras coisas, afinal você foi a um centro de ski para… esquiar. E o instrutor é aquele que vai fazer você curtir o esporte no menor tempo possível: um ótimo, seguro e simpático investimento.

Ele irá mostrar as pistas para você, dar as dicas dos melhores lugares para esquiar, dos lugares perigosos; vai contar coisas do esporte e da montanha, apresentar você para outras pessoas e para seus amigos; na batata, ele vai ser seu novo amigo na montanha.

No Valle você vai encontrar mais de 200 instrutores de esqui e snowboard, bilíngües e de diferentes nacionalidades.
Acredite: instrutor, dá relação custo/benefício favorável!!!

COMPRA DE ACESSÓRIOS E SNOWBOARD

Para os que já estão com a neve no “sangue”, já deve ser a sua 2º ou 3º temporada. A partir daí já é momento de comprar seus equipamentos. Em Santiago a melhor loja para equipamentos de snowboard é a ADRENALIN. A matriz fica na Av. Vitacura, 5540, fone 562-2478991. Falem com o Luis Carrera. Também tem uma “ilha” dentro do Shopping Parque Arauco e Las Condes dentro da loja Ripley. O dono da Adrenalin é um francês chamado Fred. Ele importa as pranchas Hammer, são bem boas!!

CERRO TRES PUNTAS

Esta pista… Me gusta mucho, huevón!
Prá subir, já é uma aventura, com seu interminável skilift de arrasto; o pico está a mais de 4.000 metros de altitude, o que é um montão; e a pista é uma preta clássica, perfeita, técnica.
Imperdível.

COMPRA DE SKIS E EQUIPAMENTOS & ROUPAS

O nome é Bolsa de Ski, e fica em Santiago. O prédio é de dois andares, com a frente toda de vidro, cheio de coisas de todos os tipos para a prática dos esportes de neve. Uma C&A do frio, por supuesto… Fica no final da Av. Las Condes, caminho para o Valle Nevado, e tem coisas de todos os preços e formas. Qualquer taxista conhece o caminho, mas você pode ir de ônibus, não tem errada.

DESUMIDIFICADOR

Chegue no check-in e já peça o seu desumidificador… A 3.000 m de altitude, cercado de neve, você tem uma umidade relativa do ar em torno dos 25%, e isso à noite seca qualquer garganta… O aparelho resolve, e é grátis para os hóspedes.

AQUECIMENTO MATINAL – O RETORNO

É impressionante como NINGUÉM faz aquecimento, além do amigo que vos fala + uns e outros babacas de igual teor e forma.

NÃO ACREDITO!!!

O cara sai da cama, escova os dentes, bota uma roupa colorida, vai prô café, enche a pança de bacon e pão… E vai se jogar, direto, numa montanha gelada!
Pois agora…
Quem é que sabe…

PEGANDO EQUIPAMENTOS

Procure sempre providenciar o seu equipamento fora dos momentos de rush… É stressante pacas e não há motivo para passar por isso. Assim:

a) Reserve seu equipamento com a gente, junto com a reserva.

b) Chegando no Valle, vá logo falar com o Jorge e o Ignacio, na parte da frente do Puerta del Sol: eles vão equipar você com a maior simpatia. Diz que é amigo da gente e os caras vão buscar um equipamento de brother…

SKIS & SNOWBOARDS RECOMENDADOS

As novas tecnologias fazem ser cada vez mais fácil, seguro e prazeroso esquiar na neve.

Assim … antes de embarcar para a sua skiweek’2016 no Valle Nevado, fique a par do que existe de mais moderno no mundo dos Equipamentos para a prática do ski e do snowboard!

É bem fácil, veja o resultado das pesquisas do Point da Neve nos magazines americanos e europeus sobre os tops do momento:
#http://www.neve.com.br/equipamentos-e-roupas/

BLOG TARAÇANDO O MUNDO

Gisa Freitag foi ao Valle Nevado:
Viagem ao Chile – Valle Nevado

O caminho para chegar ao Valle Nevado é muito ingrato, subida, subida e mais subida, numa pista muito íngreme e com gelo, para completar um motorista de táxi meio radical, que só quis colocar as correntes nos pneus depois de duas derrapadas. Eu só segurava a mão do ZPaulo apavorada!!

Primeiro dia tudo ótimo, mas no segundo a altitude mostrou seus efeitos, muita dor de cabeça e cansaço ao menor esforço, fora o clima totalmente seco que, apesar de deixar meu cabelo impecável, transforma as noites de sono em calvário, e nem mesmo o umidificador resolvia o problema de sangramento no nariz.

Fizemos aula de snowboard, mas não fiquei com confiança e acabei trocando pelo ski, bem tranquilo, só caí duas vezes sendo que uma foi de bobeira já que estava parada. O tempo também colaborou, todos os dias estavam ótimos e olhando o céu nem parecia que o tempo lá fora estava tão congelante.

Na primeira foto, os hotéis aparecendo no meio da neve ainda da estrada, depois a gente no lifting, uma visão do deck do bar, onde ficava 85% dos brasileiros, quase que a totalidade dos turistas no local, e a vista do nosso quarto, com o sol começando a aparecer atrás da montanha.

OS TRES VALES DOS ANDES

Valle Nevado forma com as estações El Colorado e La Parva, a região conhecida como OS TRES VALES DOS ANDES com 10.700 hectares de terreno esquiável e 107 kilometros de pistas.

La Parva…

Encravado em plena cordilheira, a frente de Santiago, La Parva é o centro de esqui mais, exclusivo do Chile. Em La Parva você não encontrará hotéis… Somente apartamentos e casas. A beleza e harmonia da arquitetura das edificações, juntamente com o brilhar diferenciado das pistas são visíveis desde o centro da cidade.

As pistas nunca estão cheias em La Parva e a neve é de boa qualidade.

Ao entardecer, você poderá ver um lindo pôr do sol, o que transforma La Parva em um paraíso para a pratica de esportes e descanso.

La Parva se encontra a 2750 metros de altura sobre o nível do mar e a menos de 50 quilômetros de Santiago.
Tem um povo acolhedor, com modernas construções. Mais de 1000 refúgios e condomínios privados, asseguram mais de 7 mil camas na temporada de inverno.

Vale a pena conferir La Parva. http://www.laparva.cl/

SERVIÇOS DIVERSOS

Aulas Coletivas
Aulas em grupos de idade similar e de igual nível de esqui, com máximo de 8 pessoas, existem horários fixos, de manhã curso de 3 horas, de 10:00 à 13:00 horas e de tarde, cursos de 2 horas, de 14:00 à 16:00 horas. A escola garante as aulas em todos os níveis.

Aulas Particulares
Para crianças e adultos, aulas de uma hora ou mais, com uma aula personalizada (1 pessoa), e que se podem incorporar até duas pessoas adicionais.

Aulas Semi-particulares
Para 3 a 5 pessoas, de um mesmo nível na modalidade de esqui ou snowboard poderão contratar um professor para desfrutar de um esqui em outros centros de esqui ou a aprendizagem em neve pó, bumps, início a competição, Free Ride, Free Style, Carving.

Heliski / Helisnowboard
Valle Nevado conta com dois serviços exclusivos da companhia de helicópteros Lassa, com um helicóptero Bell 407 em permanência no centro que permite a prática deste fascinante esporte em neves virgens com toda a segurança que esta atividade exige, o helicóptero leva a 5 esquiadores acompanhados de um guia a cumes de até 4.200 metros de altura, onde se deslizarão em vales inexplorados de grande magnitude, viverão aventuras inesquecíveis na espetacular beleza de Los Andes, chegando a esquiar até 2.500 metros de desnível.

Escola de Snowboard
Show school conta com uma divisão de snowboard com professores altamente qualificados. Além de um show-park e half-pipe para aqueles fanáticos do free-style, localizado no andarivel La Escondida.

Mini Escola
Aos pequenos entre 4 e 7 anos que desejem iniciar no esqui, poderão fazê-lo em um jardim de neve, desenhado especialmente para sua aprendizagem, com todo apóio de professores especializados em crianças.

Guardaria Infantil
Os pais poderão esquiar deixando a seus filhos entre 3 e 7 anos com toda confiança na guardaria a encarregada por babás, que possuem um amplio e divertido programa de atividades tanto ao interior como ao exterior do hotel. A guardaria infantil localiza-se no Hotel Valle Nevado.

Asa Delta
Poderá contratar-se um vôo, com um experimentado piloto que voará com você em um aparelho equipado desde a cume do Mirador, sobrevoando Valle Nevado e aterrissando na pista del prado. O vôo está sujeito às condições meteorológicas.

Ski Shop
Conta com um parque de 1.100 equipamentos entre esquis e snowboards, têm-se trocado os ski tradicionais de adultos e crianças por parabólicos em marcas como Rossignol, Salomón, K2.

Existe além de um moderno centro de manutenção para a reparação dos equipamentos, contando com uma maquinaria especial para a secagem de botas através da circulação do ar ambiental e a luz ultravioleta que desinfeta ao mesmo tempo.

Nosso Ski Shop oferecerá um sistema de aluguel de equipamentos que poderão ser cobrados diretamente na sua conta do hotel, além disso, o passageiro poderá retirar seu equipamento mesmo que chegue tarde, assim poderá sair às pistas no dia seguinte bem cedo.

O equipamento profissional de skiman assessora na escolha do equipamento de nossos passageiros, de acordo ao seu nível de esqui e características físicas.
http://www.chileanski.com

BLOG MUNDOS DO MUNDO

No blog Mundos do Mundo você vai encontrar o seguinte relato do Valle Nevado:

Valle Nevado – Chile

“Muy hermosa” a Cordilheira dos Andes como dizia nosso guia Jose Cofre (“Rrrrossê Cofre”, na pronúncia ensinada por ele), realmente o Valle Nevado é coisa imperdível! Em viagem que se leva mais ou menos uma hora, parando para fotos (lógico!), passa-se por uma estradinha estreita em que se contam 40 curvas para chegar à Farellones, estação onde ficam as pistas mais baratas para esquiagem. Seguindo mais 20 curvas de estrada, sobe-se até o Valle Nevado.

Nesse caminho todo, lá pela curva 30, o frio já é intenso e a vegetação já começa a ficar esbranquiçada com o gelo. Esta foto mostra bem como aos poucos a paisagem marrom das àrvores de inverno vai mudando para o branco total do Valle Nevado.

Somos adeptos da “viagem por conta própria”, mas o Valle Nevado é lugar que se recomenda o acompanhamento de guias experientes, principalmente porque a estrada, coberta de neve, exige que os carros estejam devidamente equipados para o trajeto, ou seja, motorista treinado e pneus com correntes. Escolhemos a First Premium Travel para nos levar (que tem o ótimo guia Jose Cofre), mas muitas empresas prestam o mesmo tipo de serviço.

Tivemos sorte, segundo nosso guia, de encontrarmos o dia assim, com céu lindamente azul. Fomos “só” para admirar, porque não tínhamos tempo para virar “ases” no esqui; mas para quem tem interesse no esporte deve chegar cedo ao Valle Nevado para participar das aulas coletivas ou individuais. No nosso caso, estavamos muito mais preocupados em observar a maravilhosa paisagem de branco e azul que enchia os nossos olhos.
http://mundosdomundo.blogspot.com

BLOG ON THE ROCKS!

No Blog On The Rocks!, Thiago “James Capone” Ferronatto relata o seguinte sobre o Valle Nevado:
Pense naqueles comerciais de Malboro: montanhas, cavalos correndo, um riacho passando ao fundo, silêncio… Essa foi a sensação que tive ao estar no Valle Nevado, a alguns quilômetros de Santiago. Todavia, descobri porquê Murphy me deu folga no primeiro dia: foi o tempo que ele precisava pra tirar quase toda a neve do Valle Nevado…

Fomos logo cedo para lá. É uma estradinha sinuosa, saindo de Santiago indo em direção a Farellones. Batemos várias fotos durante a subida (fotos disponíveis apenas no final da viagem), e na vista a neve nos montes… chegando lá, surpresa: apenas alguns pontos de neve no local em que estávamos… Mas mesmo assim, um local que lhe deixa tonto, tamanha a grandeza e a imponência dos montes… Fomos até um ponto onde havia um pouco de neve, onde teve mais fotos, guerra de neve, bonecos e mãos congeladas…

Na volta, paramos na beira de um monte para acendermos uma fogueira, comer marshmellows e curtir a paisagem… um grande canyon, onde no fundo o Rio Mapocho corre… nesse momento, tive a sorte de ver duas águias voando próximo de nós, coisa espetacular…
Mas lhes digo: subir montanha não é mole não… Ar gelado e rarefeito, chega a doer nos pulmões… e quase nada de neve no Valle Nevado… =/

Chegando em casa, convidamos Marcio, membro honorário da família Ferronatto, para comer um carreteiro [risoto] de camarão e jogar conversa fora… Mas pelo dia foi suficiente: esgotou com as energias de todo mundo, e ainda cheguei com o rosto queimado de sol…
Não deu para ir na casa de Pablo Neruda hoje. Quero ver se amanhã vou lá, de tarde iremos a Portillo, e à noite iremos curtir a noite de Santiago…
¡Hasta pronto!
http://jamescapone.blogspot.com

BLOG SNOWBOARDTRIP 2008

No blog Snowboardtrip 2008., André Souza escreve sobre o Valle Nevado:

Dia todo de diversão!
Dia de neve Perfeita!

Acordamos cerca de 6:00 am, nem tomamos café, já estava tudo preparado pra podermos chegar cedo na Skitotal e pegar o transfer para Valle Nevado. Chegamos ainda de noite no local, estava vazio, frio mas logo logo as pessoas movimentaram o lugar.

Estávamos aguardando a venda dos bilhetes, em Santiago as vans são limitadas e quando acabam já era. Uma empresa vizinha ofereceu o serviço por 6500 pesos Chilenos, cerca de R$ 26,00. Era a primeira van para subir à Valle. No nosso caso a Van cabia 12 pessoas, logo que completa a capacidade a Van inicia a subida. São cerca de 45 curvas numeradas e sinalizadas até chegar ao nosso objetivo. Pista escorregadia, porte de Cadenas (correntes) obrigatório, uso necessário quando o veículos não possuem os pneus próprios. No nosso caso o motorista era extremamente profissional, nos levou com segurança até nosso objetivo.

Dia lindo de Sol, 9:15 am, começamos a nossa jornada em uma neve extremamente boa.
Queríamos conquistar a montanha! Depois de vários lifts eu, Reco e o Fernando estávamos no lugar mais alto, Tres Puntas (3670 m). O visual é indescritível, de um lado a visão de Santiago bem distante e do outro o El Plomo que se não me engano é o segundo pico mais alto do Chile.

Descida fantástica, alternávamos pista e fora de pista, no fora de pista as vezes a neve batia na cintura. Foi preciso aprender rápido, se cair é muito difícil levantar de novo. Tudo que sabíamos de Snowboard foi preciso ser adaptado. Corpo para trás, muita sensibilidade, aos poucos fomos pegando o jeito e aproveitando ao máximo.

Um momento marcante foi quando descemos a andes express e fomos para o lado esquerdo de quem vê o mapa de pistas. Não tem nada lá! Pois é, por isso que fomos, foi um fora de pista sensacional. Advinha quem passou pela galera e nos comprimentou? O pela saco do Luciano Huck. Comédia! Juro que não tinha ninguém por lá e aparece o cara. Comédia!

Andamos o Dia inteiro e fizemos uma única pausa para recarregarmos a bateria, encontrar o Chico e deixar o Luciano Huck tirar uma foto com a Galera. Nesse momento só faltava o Guilherme.

Por volta das 16:00 eu já estava cansado e abandonei o Reco e o Mendigo, eles continuaram descendo até o limite. Limite até de Valle Nevado, foram parar em El Colorado… Hehehe, por uma descida a mais acabaram em um lift de El Colorado. Pergunta se o passe tinha validade??? Lógico que não!!!

Na hora de comprar existe a possibilidade de comprar o passe para todas as estações de esqui juntos (Valle Nevado, El Colorado e La Parva). Não foi o nosso caso. Fizeram a prévia do que viria nos dias seguintes, montanhismo e escalada.
Nos reúnimos na Van por volta das 17:30. Dia incrível, dia perfeito, céu azul, congelamentos apenas nas longas subidas dos lifts, Em Valle estava bastante frio o tempo todo.Descida tranquila até a Skitour, depois de metrô até perto do hotel.
http://perroslokos.blogspot.com

BLOG BOOGIE LIFE

No blog Boogie Life, Emerson Duarte, do interior de São Paulo relata a sua passagem pelo Valle Nevado…

Valle Nevado. Wow – Conhecemos a neve – muita neve, muita neve mesmo. Achei que o Valle Nevado fosse um pedacinho no chão da montanha e um tico de neve pros turistas se divertirem. Mas K7, a gente subiu muito, até os picos andinos, nos hoteis de luxo do Valle Nevado. Putz, foi muito luxo, até boneco de neve eu fiz, pena que na hora da minha foto o Marcelo já tinha comido o olho de “Skitles” que eu tinha colocado. Bom, mas tiramos muitas fotos que vão matar o pessoal da National Geographic de inveja.

Conhecemos a Priscila e a mãe que foram um show a parte, demos muitas risadas com o pessoal do passeio. Quequel e Geraldo também são legais pra caramba – mineiros e simpáticos. A Pri e a mãe são de Fortaleza. Adoramos. Chegando, pizza de novo com a nossa amiga chilena do TelePizza e muitos chocolates ORLY de fabricação Chilena (tem todos os sabores, uma delícia). Ahhh, o guia Christian e o motorista Andres foram muito jóia também. Graças a eles que conseguimos chegar no Valle Nevado (vivos!) porque a estrada é bloqueada o tempo todo por causa da neve, avalanches, comuns nesse período. Sem contar o medo da “tempestade branca” que é o pavor de qualquer um que está lá em cima. Demos muita sorte de pegar o primeiro dia da temporada de Esqui. Tudo limpinho, sol e neve branquinha por todos os lados. Just perfect. Na próxima eu vou esquiar. Isso sim.

Para essa prática, exige curso se não é a maior gelada. Fora o mico.

Que rico! Consegui queimar a luz da cozinha, do quarto e do banheiro ao mesmo tempo. Tudo bem que a calefação, o chuveiro e banheira, TV e abajoux tavam continuaram funcionando mas tomar banho no escuro foi foda.

Subimos o teleférico do Cerro San Cristobál, onde fica o Santuário de Immaculada Conceición. Mui rico también. Tiramos as ultimas fotos por lá.

Lógico que a lojinha de souveniers bombô mas quando mexi nos postais, o idiota do vendedor veio arrumar, mesmo com eles todos em ordem. Aiii vai se foder. Gritei no pé da Santa. Nessa hora acho que ela quis virar de costas. Agora a gente tá se entupindo de “pasta”. Eu, com raviolis e champignons e o Má (suando) com o pan com molho “Las diablas” apimentado que ele pediu.

Estoy a cá en Brasil. Acordamos as 7h pra dar tempo de fazer tudo até que o clubberbus nos levasse pro aeropuerto. Tudo correu bem, atrazo de 2h Destruição total no dutty-free mas chegamos inteiros. A viagem foi fantástica mas acho que a minha melhor refeição foi a do avião. Enfim. Minha tese estava certa – Os Chilenos não morrem, eles são abduzidos e devolvidos em forma de “papas-fritas” no Mc Donalds.

Pelo menos estamos livres do Avocato. We had a fucking great trip. e =)
http://boogielife.blogspot.com

FULL RUNNBLOG FERNANDO PANGARÉ – DESAFIO ER 92 KMS VALLE NEVADO

Dificuldades enfrentadas no chile por Fernando Pangaré

O ultramaratonista Fernando Pangaré como mostra foto logo acima, agachado o segundo da esquerda para direita, assumiu e cumpriu mais uma difícil – a rigor, dificílima – jornada. Depois da sua tentativa sem êxito de inclusao no GUINNESS no triênio 1994/1997…

Da também sem êxito tentativa de fazer os 94 kms de Netanya a Jerusalém…

Enfim, depois das 48 HORAS, em 2005, na República Tcheca, único brasileiro na prova…

Ele se propôs algo bem mais nebuloso – a bem da verdade, sinistro: intentar chegar ao cume do VALLE NEVADO, na Cordilheira dos Andes, no Chile, correndo, perfazendo 46 kms de ida e volta, totalizando 92 kms.

Para se ter uma idéia da grandeza do feito, jamais nenhum cearense havia tentado tal coisa!
Em 2008, trata-se do primeiro brasileiro com êxito nesse tema. É claro que outros certamente virao. A largada do DESAFIO FUULL RUNNER 92 KMS VALLE NEVADO se deu pontualmente âs cinco da manha deste sábado, no MALL SPORT.

Por se tratar de uma durìssima prova, apenas 20 loucos se inscreveram. De fora do Chile, somente Pangaré, já que a atleta peruana inscrita vive em Santiago.

Como o sol, na Cordilheira dos Andes, só nasce âs 6:30 da manhã, havia necessidade de lanternas frontais para os atletas. Pangaré, nao dispondo das mesmas, se limitou, na primeira 1,5 hora de prova, a seguir com quem tinha a luz artificial. Após 6:30 da manha, pôde correr normalmente. Todavia, à medida que subia a Cordilheira dos Andes, o fenômeno do apoxia ia se formatando inapelavelmente. Isso mesmo: faltava-lhe ar.

A partir dos 1800 metros de altitude, o ultramaratonista já sentia dificuldade mesmo para caminhar! Terrível. Porém, nada a fazer, a não ser, seguir adelante.

Nessas alturas, a perspectiva de correr entre os cinco primeiros já havia ido por água abaixo sem dúvida. O mais interessante, alí, seria sobreviver, pois a vida segue, e maio lhe reserva a ULTRA24HS DE MADRI, para a qual, já está com sua pré-inscriçao aceita.
Junto à falta de claridade natural inicial e do pânico da falta de ar na altitude, para a qual, inclusive, o repòrteer Paulo César Norões, da Tv Verdes Mares, lhe havia alertado, havia o frio de 12 graus na largada. E esse frio demorou um pouco a ser superado por Pangaré, que correu oito horas com uma roupa desconexa à uma ultramaratona. Sem adaptação climática e fisiológica ao frio, e sem um pingo de gordura, teve que se empacotar, enquanto via os colegas chilenos de short e camiseta, em plena Cordilheira, normalmente.

É bom que se diga que a umidade relativa do ar, abaixo de 30%, também foi um inimigo a ser vencido. Faltava a Pangaré também a bicicleta de apoio, o que fez com que, em alguns momentos, tivesse dificuldade na reidrataçao, importantíssima nesse tipo de prova, onde, na verdade, come-se muito pouco. Mesmo oferecendo a organizaçao da prova um furgao de apoio, que funcionou maravilhosamente bem, indo e vindo, na Cordilheira, fora alguns veículos de particulares, que também deram uma ajuda excepcional, seria impossível se ter um reabastecimento imediato, mediante necessidade momentânea.

Resumindo-se, ter-se-ía um conjunto de amplos fatores negativos concomitantemente operando sobre o ultramaratonista! E a ele cabia a superação.
Após o retorno, ao cumprir os primeiros 46 kms de subida da prova, no Hotel Valle Nevado, Pangaré foi pesado. Largara com 66,4 kgs. Estava com 64,3 kgs. Atletas com perdas excessivas, nesse instante, seriam desligados da prova, a fim de lhes preservar a saúde. Uma perda de 2,1 kgs, nessas circunstâncias, seria totalmente aceitável.

E a segunda parte da prova, apesar de totalmente em descida, não seria menos dura e massacrante que a primeira!
O que se imaginar de quem subiu 46 kms e precisa, mesmo estraçalhado, descer mais 46 kms?!

E nao lhe adiantava gemer ou chorar… E ele gemeu… E chorou…
Ainda assim, a descida foi mais consistente que a subida.

Uma descida assessorada pelo sol da Cordilheira, que só esquenta mesmo após o meio-dia. A temperatura, entre às 3 e 4 da tarde, chegou aos 32 graus, uma amplitude térmica incomum no Brasil – no Nordeste, nem se imagina, e que também foi um outro fator a ser pesado dentre as dificuldades da ultramaratona.

Com todas as dificuldades, Pangaré conseguiu manter um rítmo quase sempre constante, com alguns arranques-ressurreição, a partir do km 60.
Por tudo isso, o oitavo lugar geral, com o tempo extra-oficial de 12:08 foi mais que uma vitória, mais que uma conquista.

A premiação – que só contemplou os três primeiros na prova – aconteceu às 20 hs, logo após o término do tempo-limite da prova: 14 horas.
Foi alto, por todas as dificuldades – mesmo para os chilenos! – aqui apresentadas, o número de abandonos na prova: nove.
Nesta manhã, nada de corrida.

Pangaré se limitou a um passeio à pé, descontraído, na Avenida Vicuña Mackena, Plaza Italia y Bella Vista, reduto boêmio de Santiago.
Ele permanece em Santiago, quando retorna a Montevidéo.
Na quarta-feira apenas retorna ao Rio de Janeiro, para, no dia seguinte, voltar ao Ceará, com chegada prevista para sexta-feira de madrugada.

E quem pensa que um desafio dessa monta lhe renderia bons dias de repouso, engana-se.
Na própria sexta-feira, retoma sua rotina de trabalho no Centro de Educaçao de Jovens e adultos, em Messejana.

O ultramaratonista agradece aos seus tradicionais apoiadores, que, com muito ou pouco não importa, fizeram-se presente nessa primeira tentativa – felizmente exitosa – de um cearense – ou alguém radicado no Estado – ter acesso, correndo, ao VALLE NEVADO.

É bom que se lembre que, anualmente, muitos brasileiro chegam ao VALLE NEVADO, contudo, de aviao, helicóptero, planador, carro, pick-up, camionete, caminhão, furgão, bicicleta, motocicleta, ultra leve, asa delta, dentre outros meios de locomoção.
Correndo, são poucos que tentam encarar o VALLE NEVADO, que coloca medo em qualquer um, devido a sua imponência. E quem obtêm êxito menos ainda – não se tem a conta exata.

Pangaré, direto de Santiago do Chile, declarou:

“Quando sobrevoei, a bordo da PLUNA, a Cordilheira dos Andes, não pude pensar que ela seria tao feroz e macabra. Nao pude quantificar o sofrimento que eu teria que enfrentar se quisesse largar no MALL SPORT, subir ao VALLE NEVADO, e voltar ao local de partida em, NO MÁXIMO, 14 horas! Felizmente, lá nas alturas, não me faltou a força celestial que tem me mantido de pé. O tempo que fiz teoricamente nao seria lá grandes coisdas, entretanto, não esqueçamos que não foram 92 kms! Foram 92 kms na Cordilheira dos Andes!!! Agora, é fazer a recuperação de que necessita meu corpo, que ainda nem havia se recuparado da ULTRA24HS de dezembro, na Argentina, e tocar o barco, mirando o mês de maio, quando estarei em MADRI, ESPANHA, para a minha primeira ULTRA24HS de 2008. Agradeço demais pela força dos meus apoiadores e patrocinadores e pelo carinho da imprensa local, que, desde 1994, em momento algum, me deixou só, ao contrário do Poder Público Estadual, ao qual eu sou ligado na qualidade de professor concursado, que, nesse evento chileno, mais uma vez, junto à federação local de atletismo, optou por não dar o ar da graça. Fazer o quê? Com eles ou sem eles, como declarei à Tv Cidade, certa feita, eu permaneço de pé, eu dou frutos e sigo adelante! ARRIBA MUCHACHO!!!”
http://www.fernandopangare.com.br

BLOG TURISMO E VARIEDADES

Dicas sobre o Valle Nevado no blog Turismo e Variedades:

Ski em Valle Nevado

No alto da espetacular Cordilheira dos Andes, encontra-se uma das maiores superfícies esquiáveis do Hemisfério Sul, o Valle Nevado.
Conheça outras estações de ski aqui.

No alto da espetacular Cordilheira dos Andes , encontra-se uma das maiores superfícies esquiáveis do Hemisfério Sul, o Valle Nevado. Por encontrar-se no mesmo meridiano dos alpes porém ao sul , a sua neve é de uma qualidade excepcional. Ideal para amantes do esporte, o Valle oferece além da prática do esqui, atividades variadas tais como: passeios em trenó puxado por cães, asa delta, parapente e para os mais ousados, o heli-ski (transporte de helicóptero para montanhas de mais difícil acesso). Os Andes Centrais oferecem algumas das montanhas mais lindas, intactas e impecáveis do mundo e estas grandes altitudes poderão ser exploradas no helicóptero Lama, mesmo sabendo que esquiar dentro dos limites das pistas sinalizadas seja tudo que se deseja de um bom centro de ski. Então, já sobre seus esquis ou snowboards, os guias internacionais de Valle Nevado o levarão para o verdadeiro tesouro dos Andes. Passe suas férias no Valle Nevado e tenha uma vida de sonhos para lembrar!

Melhor época: Junho até Agosto

Trata-se do mais moderno e aconchegante centro de ski da América do Sul. Planejado em seus mínimos detalhes para proporcionar sempre o melhor, o Valle Nevado conta com um moderno sistema de fabricação de neve. Desde o inicio de Junho, as máquinas começam a operar, habilitando 5 meios de elevação e 6 pistas, o que significa diversão garantida independente das condições climáticas.

BLOG HEITOR TURISMO

Blog que comenta viagem ao Valle Nevado:

Bem-vindos ao Blog que promete ser a mais nova sensação da internet!!

Espero que vocês gostem dos relatos e estórias sobre meu estágio de hotelaria em Valle Nevado, realizado entre 12 de Julho e 12 de Agosto de 2004, e que também possam admirar,debater e perguntar tudo o que quiserem sobre esse lugar que simplesmente foi esculpido e moldado pelas mãos divinas, além é claro de degustarem as melhores “chapas” tiradas ao vivo e a cores.
Além disso,vocês também poderão sentir o gostinho de alguns passeios feitos por Santiago do Chile e redondezas,afinal, todo bom Turismólogo sabe conciliar os momentos de trabalho e lazer.

Esta foto de abertura foi tirada do Sushi Bar que fica no andar mais alto do Hotel Puerta Del Sol (4 estrelas),e funciona somente em alguns dias da semana. Ela mostra a entrada principal do complexo. A primeira “casinha”,em cima e ao fundo da foto, é o Ginásio,local onde todos os funcionários de Valle Nevado íam após o seu expediente para dar uma relaxada,jogar uma sinuca,bater uma bolinha,escalar no paredão,dançar salsa,tomar uma cervejinha e um refrigereco,dentre outros.Os primeiros contatos entre estagiários brasileiros e funcionários chilenos foram alí aliás. O conjunto de prédios ao lado direito da foto fazem parte dos novos projetos imobiliários do local.O Valle Del Sol e Valle de la Luna possuem apartamentos em estilo flat,aliás muito bonitos e modernos.Logo abaixo,ainda do lado direito…tão vendo essa casinha comprida??Pois é,este é o alojamento no qual 40 loucos, terráqueos, sul-americanos, brasileiros, mineiros, belo horizontinos e estudantes de Turismo, ficaram durante um mês. Mais conhecido como “Favela Flat”,nome dado por nosso colega Vinícius (instrutor da academia Reebok de São Paulo que estava prestando serviço no Fitness Center do Valle)o local foi palco de discussões,festas clandestinas,bate-papos picantes e muito riso….Apesar de ter corrido sérios riscos de desabamento,o local permanece intacto e deve voltar a receber outros grupos de estudantes de turismo na temporada 2005.

Finalmente,do lado esquerdo da foto,o Hotel Três Puntas.Este é o mais “simples” dentre as opções de hospedagem que o local oferece.O público é 90% jovens mas também existem os adultos que o escolhem por ser mais econômico.Nele também está o Pub Três Puntas, local onde todas as noites os mais adeptos às baladas compareciam.Na verdade a graça desse Pub na temporada 2004 foram nós estágiários,que quando autoizados pela gerência, compareciam em número suficiente para deixar os gringos mais animadinhos….
Logo abaixo,muito prazer,eu Heitor Silva, na entrada do complexo.
Um forte abraço a todos e uma ótima semana!!!
http://heitorturismo.blog.uol.com.br

BLOG EOHIHA – VALLE NEVADO

No blog eohira.blog.uol.com.br você vai encontrar o seguinte relato sobre o passeio ao Valle Nevado…
Atividades:

Bom hoje fui a Valle Nevado .. foi uma excursão estranha .. pois só fui eu na Excursão. O motorista era super gente fina, ele morou no Brasil por 9 anos, Então quando o Espanhol não funcionava o portunhol entrava em ação rsrsrs. Foi muito bom o tour, a última vez que vim ao Chile Valle Nevado estava Totalmente fechado e não podiamos entrar. Desta vez pude entrer a Valle Nevado e ter uma idéia de como é a estação no inverno e digo que é as Montanhas para subir sem o teleférico cansa pra caramba e pela primeira vez Pude sentir os efeitos do ar rarefeito, pois valle nevado está à mais de 3500 Metros do nível do mar e realmente quando se caminha com mais intensidade Começa a sentir que é mais díficil respirar .. parece que falta ar mesmo … O tour foi rápido já que é verão. Na volta pedi para o motorista me deixar em Las Condes aonde pude sacar dinheiro no Banco Real daqui, realmente Funciona o saque internacional e depois fui almoçar em um restaurante Chamado MTO que é perto da HP e eu ia sempre lá … Pude matar saudades Da comida do local e ainda fui ao El Mundo de Viño e comprei uns vinhos. Preços extremamente honestos. Comprei um Vinho que em São Paulo já Achei por R$ 17,00 e no Extra custa em torno de R$ 50,00 que absurdo ! À noite fui a um happy hour com a turma da HP.
http://eohira.blog.uol.com.br

BLOG MARCELO.GARCIAS – VALLE NEVADO

Relato de Marcelo Garcias que teve passagem pelo Valle Nevado e relatou em seu blog…
Quem tem dívida, paga na hora!

Oi, pessoal. Como vão as coisas com vocês? Espero que todos estejam bem e que, o ano de 2005 que não só já começou como já praticamente despachou o seu segundo mês, seja ótimo para todos!!!

Para quem estranhou o título dessa mensagem, eu explico: a mensagem anterior tinha o título de “I`ll be back” e foi editada em 08 de dezembro. Antes que alguém ache que eu fiquei esquecido ou simplesmente não voltei, esse é o pagamento da dívida. Voltamos para o Chile no dia 02 de janeiro e dessa vez com o time completo: eu, Kerlem e Mabel. Eu e a Kerlem já começamos as nossas aulas de espanhol, para fugir definitivamente do portunhol horroroso que estamos usando, e a Mabel já está adaptada. É incrível a facilidade que ela tem para mudar seus latidos de português para espanhol! Ah, se a vida fosse assim para nós seres humanos!!! E o melhor é que ela late sem qualquer sotaque! Por mais que nós nos esforcemos para falar corretamente, todo mundo sabe que não somos daqui ou de outro país que fala esse idioma…

O verão em Santiago é barra pesada. Tem dias que chegam a 35ºC facilmente e derretem todo mundo! Logo cedo e depois das 23 horas, volta a esfriar e faz por volta de uns 8ºC, o que é ótimo para dormir. Outra curiosidade é que por mais gelado que esteja qualquer líquido que se ponha em um copo, o recipiente não “sua” e eu sempre fico com a impressão que querem me servir bebida quente! Ah, aqui é diferente do Brasil: durante o verão é muito raro chover e, por isso, vai juntando poluição no ar e fica difícil até de ver os Andes. Tivemos a chance de visitar as estações de esqui próximas à cidade (que obviamente não tinha neve) e podemos dizer que é muito bonito mesmo sem a principal atração. Se pode subir até o Valle Nevado para olhar e é um passeio agradável. Já adianto uma coisa: quem quiser ir até lá, tem que se preparar para enfrentar curvas altamente doidas! São 43 cotovelos para ninguém botar defeito!

As coisas vão indo bem e já tivemos a casa inaugurada por turistas brasileiros. Recebemos minha mãe, o nosso tio Dado com a sua família e os namorados das duas filhas. Pelo que eles disseram, nós já estamos capacitados a abrir uma agência de viagens e turismo de brasileiros no Chile, com direito a passeios turísticos e comerciais, além de uma seleção muito especial de restaurantes e comidas! Quem quiser se arriscar, é só entrar em contato. Espero que seja legal para vocês também!!!

Acho que para um retorno à atividade, já está bom assim…senão fico sem idéias sobre o que escrever depois e aí fica muito chato!
Um abraço a todos. Nos lemos ou escrevemos por aí!
http://marcelo.garcias.blog.uol.com.br

O que fazer

O Valle Nevado está a poucos quilômetros do centro de Santiago… e assim, muitos passeios são possíveis para quem quiser dar um descanso para as pernas durante a skiweek.

Citytour

Uma ótima alternativa para conhecer Santiago: um tour guiado pelos principais pontos da cidade.

Viña Del Mar & Valparaiso

Duas conhecidas praias chilenas, numa ótima chance de conhecer o Oceano Pacífico e comer&beber muito bem. São 100 km de distancia de Santiago.

Shoppings De Santiago

A capital dos chilenos tem vários shopping-centers muito legais, onde você irá encontrar literalmente de tudo.

Viñas

Para quem gosta de vinhos, há diversos programas regulares de visitação e degustação em vinícolas locais.

A montanha

Estação de Valle Nevado

Mapa de pistas

 

Restaurantes

Restaurante Sur

No hotel Tres Puntas você vai encontrar o restaurante Sur. É lá que o pessoal que se hospeda neste hotel toma o seu café da manhã. Na noite você vai poder desfrutar de um buffet internacional.Oferta de menu para crianças.

Restaurante Mirador Del Plomo

Foto de Alexandra Aranovich Blog Café Viagem

No restaurante do Hotel Puerta del Sol, também chamado de Mirador Del Plomo, você encontrará a culinária regional chilena. Um buffet excelente espera pelos hóspedes – prove o peixe congrio, os molhos salgados à base de abacate (palta) e os frutos do mar deferentes. Ahhh… Não esqueça de fazer a sua reserva com antecedência.Oferta de menu para crianças.

La Fourchette D´or

O Restaurante La Fourchette D’or serve comida francesa mediterrânea. Fica no final do deck de madeira. O ambiente do La Fourchette D\’or não chega a ser chique, mas a apresentação e o cuidado no preparo dos pratos – cordeiro, mil-folhas de frutos do mar, confit de pato – fazem a diferença. A comida é supimpa e, é claro, está sempre com mais gente querendo ir do que cabe… Assim, faça a sua reserva com muita antecedência, na portaria de seu hotel..Oferta de menu para crianças.

Don Giovanni

O Don Giovanni serve o melhor da cocina italiana gourmet. Fica na parte inferior do deck de madeira, ao lado da piscina. Uma excelente comida (o buffet de frios é uma festa para todos os sentidos!), um clima de muita alegria, e, é claro, a necessidade de reservar seu lugar com antecedência, na portaria de seu hotel. Está incluído nas diárias dos hóspedes dos três hotéis.Oferta de menu para crianças.

Bajo Zero (Fast Food)

No meio da pista, encravado na neve, está o Bajo Zero. O restaurante que você vai usar quando estiver esfomeado durante seus muitos quilômetros de pistas… Detalhe é que é preciso encarar ao menos um pedacinho de uma pista vermelha (intermediário/avançado), a Diablada. Ela é íngreme, mas bem larga no trecho próximo ao restaurante – vale a pena tentar, porque não é tão difícil. O restaurante é muito usado para o almoço express e para lanchinhos rápidos. Não perca.

La Leñera

No térreo do Hotel Valle Nevado, você encontra este restaurante especializado em comida chilena & carnes & snacks.

Bar Lounge

No Bar Lounge você estará perto da piscina e rodeado de montanhas … parrilla rolando durante todo o dia, drinks e, no fim da tarde, happy hour com música.

Baladas

Bar Valle Lounge

Localizado no Hotel Valle Nevado, é um ótimo ponto para bater-papo, tomando um drink e ficar olhando as montanhas pelas grandes vidraças.

Bar Puerta del Sol

Localizado no Hotel Puerta Del Sol, é movimentado e divertido, ponto de encontro dos finais de tarde, para drinks e conversas.

Pub Tres Puntas

Localizado no Hotel Três Punta, é ponto obrigatório na noite, com musica e muitas risadas.

Mas se você quiser mudar de ares…

Pegue um transfer ali na praça de estacionamento do resort, e vá curtir a noite nos pubs de Farellones, bem do lado. É prá lá que vãos os instrutores do Valle Nevado ouvir rock e beber cerveja …

Solo
Contato via Whatsapp >