Dicas úteis - Neve - Esportes de neve - Turismo de neve

Dicas úteis +

Cervinia

Dicas úteis

Para você saber mais um pouco da trip que estamos sugerindo, leia abaixo alguns comentários e dicas do point da neve:

  • Sobre o funcionamento do Sistema Med, qual seja: em que consiste um programa de 7 noites num village de neve do club med;
  • Sobre o Village Cervinia: as suas características e atrações, porque vale a pena escolher este village, e detalhes úteis;
  • Sobre Cervinia e região, para que você possa curtir a sua skiweek da melhor forma!

Os villages de neve do Club Med na Europa sempre estão situados em estações de neve muito conhecidas e bem freqüentadas, que oferecem enormes áreas de pistas de todos os níveis de dificuldade; sua localização é sempre próxima a algum grande aeroporto, e os transfers entre aeroportos e villages é feito em estradas bem cuidadas e sinalizadas.

Os programas de neve do Med, sempre de 7 noites / domingo a domingo, incluem uma série de serviços sempre necessários em uma skiweek – e isso representa uma ótima relação custo/benefício para os esquiadores & snowboarders, principalmente na Europa:

  • Os skilifts: os passes para a montanha estão incluídos no programa dos villages de neve do Club Med; e seu custo real para o cliente é muito inferior ao preço de venda na bilheteria.

  • A comida: café da manhã, almoço e jantar, com o melhor da cozinha francesa, estão incluídos no programa dos villages de neve do Club Med – e além da qualidade, você pode contar com enormes quantidades…
  • Os snacks: lanchinhos, comidinhas fora de hora, tudo isso está incluído no programa… e num centro de ski, onde a fome é constante, faz enorme diferença.

  • As bebidas: água, refrigerantes e sucos, cervejas, vinhos e espumantes da casa fazem parte do programa – os clientes dos villages pagam apenas os destilados solicitados no bar – o que garante jantares de muitas risadas…

  • A cereja do bolo: os programas dos villages incluem aulas de ski e snowboard – elas são free, todos os dias se o cliente assim desejar… isso faz uma total diferença: todo mundo melhora um montão no esporte e no conhecimento da montanha, pois tem instrução especializada numa quantidade de horas que jamais iria adquirir numa estação de ski – custaria uma fortuna!

  • Essa também é muito boa: o aluguel de equipamentos de ski & snowboard não está incluído no programa; mas… os villages oferecem equipamento sempreem ótimo estado, por um valor mais que conveniente – chega a custar metade do valor médio encontrado no centro de ski onde o village está… enfim: você aluga equipamento top pelo preço de equipamento standard.
  • Veja a média de preços nos villages:Equipamento High PerformanceTIPO…………………………………U$/SEMANA– SKI: botas/skis/bastões……..150,00

    SNOW: botas/prancha………130,00

  • O Med Cervinia é indicado para todo o tipo de público: o village tem atendimento e monitoria para crianças, oferecendo os serviços chamados:- Baby Welcome……….04 meses a 2 anos- Petit club med …….02 a 04 anos– Mini Club Med………04 a 10 anos

    – Junior’s Club Med…..10 a 17 anos

     

    – Como a montanha é muito grande e a região é movimentada e cheia de atrações, casais, e adultos desacompanhados, também irão curtir muito esta opção de village.

  • O village não é ski-in/ski-out: os hóspedes são transportados em ônibus e vans do Med até a área dos skilifts, a 10 min de distância.– o Village oferece restaurante na própria montanha, para os almoços & snacks.

  • A impressão é forte… a região é mais conhecida pelo seu nome alemão, Zermatt, e a montanha é um dos nomes mais conhecidos do mundo: Matterhorn… e oferece uma grande quantidade de pistas – mas não tem pistas para iniciantes, a coisa já começa nas azuis (mas muitas destas, na batata, são verdinhas – assim, be cool):- 73 azuis- 30 vermelhas– 27 pretas

  • O village Cervinia é formado por dois prédios distintos: o principal, chamado de “Cristallo“ – que reúne, além dos apartamentos e quartos, toda a estrutura de restaurante, bar e lazer; e um anexo chamado “Cristallino“, mais recente, idealizado para receber famílias – ali estão os apartamentos familiares.
  • Os dois prédios estão afastados cerca de 50 metros, através de rampa sem calefação.

  • Como em todo village Med, no village Cerviniavocê não irá encontrar roupas para alugar – mas terá à sua disposição uma boutique onde poderá comprar roupas de ótima qualidade, e muito charmosas.- nas estações de ski onde os villages se localizam, você irá encontrar com facilidade lugares para alugar roupas.

  • No village Cervinia você pode optar por nível de conforto: o quarto club cristallo tem entre 20 a 25 m²; o quarto deluxe cristallino tem entre 40 e 52m²; e a suíte cristallo tem 40 m² de muito conforto.
  • E por lá você tem bastante coisas para fazer além do ski & snowboard:- um ótimo SPA, com piscina interna e saunas seca & vapor– Fitness Center– o lounge do Cristallo, ponto de encontro para drinks e conversas.

  • Altitude: você estará hospedado na faixa dos 2.000 m de altitude, e irá esquiar a partir do nível 1.500m; isso se traduz em maior conforto – você não chegará a sentir os efeitos negativos das altitudes mais elevadas, seja para o dia-a-dia normal, seja na prática dos esportes. As pistas mais altas chegam até os 3.900m, mas… aí já estamos falando de experts-experts, e esses não tem problemas de altitude.- quando tem, não contam…

  • A área esquiável de Cervinia-Zermatt faz a alegria de esquiadores (há mais de 100 anos), snowboarders (desde o surgimento do esporte nos anos 90), e turistas apreciadores das belezas da natureza, da boa comida, bons vinhos e da tranqüilidade desta região lindíssima, cenário de incontáveis produções para as telas do cinema e TV.
  • Assim, mesmo que você não esquie, nem ande de snowboard: há muito o que ver e fazer na região, e sua semana será de puro deleite!- ah, o Med oferece pacotes para não-esquiadores, consulte o Point!

Bem, além da skiweek no village Med, você tem que aproveitar para curtir as muitas coisas que a Europa pode oferecer… veja no mapa abaixo onde você está, e a proximidade de lugares lindos, famosos, cheios de atrações de todos os tipos, que você tem para todos os lados!

Por exemplo:

  • Na França: alugar um carro e rodar a Provence: serão dias de paisagens incríveis e lugares charmosos, comidinhas especiais, vinhos de todo o tipo; ou ir um pouco mais adiante, e passear na cote d’azur – você terá o mediterrâneo ao seu lado, curtindo lugares como St Tropez, Nice e Cannes.

E para quem já está ali, esticar até Monaco e fazer uma fezinha no cassino…

Mapa Europa
  • Na Itália… você anda algumas centenas de quilômetros e está em Milão, Florença, Verona, Pádua… são dezenas de lugares imperdíveis, que por si só valeriam a viagem, e estão muito perto do village med em que você irá estar hospedado!
  • Ou… quem sabe um pouquinho mais e vai dar umas voltas de gôndola lá em Veneza, com direito a umas voltas de barco no mediterrâneo e ilhas gregas? Hem? Hem?
  • E a Suíça? Paisagens lindíssimas, cidades charmosas, restaurantes espetaculares, compras para nunca esquecer… ali, do ladinho de tudo, você tem Genève, Zurich e Berna, além de dezenas de outros locais turísticos famosos…

 

O Point da Neve adora a montanha, o ski e o snowboard… assim, juntamos nossos conhecimentos e crenças para resumir alguns princípios que julgamos serem muito úteis a todos, quando estiverem em contato com a natureza e os esportes de neve.

Enjoy !

 

AS “CINCO MAIS” DO… VIAJANTE.

  • Seja organizado antes, durante e depois da viagem. A maior parte dos problemas que ocorrem tem origem na mais prosaica falta de organização – e este conselho engloba todo o tipo de coisas como documentos, passagens, cartões, vouchers, mapas, listas, dinheiros…
  • Saiba detalhes básicos dos lugares para onde está indo e das atrações que pretende curtir.
  • Saiba um vocabulário mínimo de coisas importantes nas línguas dos lugares que irá visitar.
  • Conheça seu itinerário e conte sempre com imprevistos na determinação de horários para coisas diversas.
  • Seja respeitoso, simpático e bem-humorado. Esta regra resolve a grande maioria de todo o tipo de pepino que possa aparecer. Mesmo.

 

AS “CINCO MAIS” DA… NEVE.

  • Os esportes de neve, por sua própria natureza, exigem solidariedade total entre seus praticantes. Cuide muito dos outros e nunca deixe de ajudar a quem estiver precisando, seja lá o que for.
  • Cuide muito do seu corpo: aquecimento obrigatório antes de entrar em pista, alongamento no final do dia. Protetor solar. Alimentação adequada. Sono adequado. Você precisa 100% dessas coisas.
  • Use os equipamentos adequados, de ótima qualidade, novos. Serão a sua segurança, darão proteção e conforto, facilitarão e ajudarão todo o tempo, de muitas maneiras. Do contrário…
  • Respeite a montanha, seus códigos e sinais. Ela agradecerá e devolverá em alegria e prazer.
  • A regra 05 vem mais uma vez: seja simpático, gentil, respeitoso e bem humorado e… shazam !! Soluções aparecem, broncas terminam, multas são canceladas, e você termina na 1ª classe do avião sem saber bem por que…

 

AS “CINCO MAIS” DO… SKI.

  • O equipamento deve ser o melhor possível: botas ótimas e confortáveis, skis com a mais moderna tecnologia e fixações novinhas, bastões leves e fortes. Nunca poupe nisso, afinal… é uma viagem para esquiar, verdad?
  • Faça aulas. Aprenda o esporte, não fique levando trompadas pela montanha. É ruim, chato e perigoso. De quebra, ainda ganha um brother local – o professor será seu “amigo na montanha”!
  • Use as pistas de acordo com seu nível de ski, sem forçar: com treino, esforço, aulas, tempo, a progressão vem naturalmente, e logo você estará triturando pistas double-black – mas sabendo o que faz…
  • Respeite as regras do centro de ski, as instruções dos patrulheiros, as orientações dos mais experientes e , mais que tudo, respeite muito o seu velho e querido bom-senso.
  • Lembra da Regra Tudo-Pelo-Social ? Pois é, no ski na neve funciona que é uma maravilha. Respeito e bom humor são pura mágica na montanha. Pode usar e abusar, dá certo.

AS “CINCO MAIS” DO… SNOWBOARD

  • Os equipamentos mudam – e melhoram – a cada ano, facilitando e melhorando o desempenho dos snowbordistas: procure sempre o melhor e mais moderno conjunto de prancha & botas disponível na estação.
  • Mesmo que você seja um baita surfista ou um skatista radical, faça aulas. O snowboard tem lá suas manhas e você irá ganhar MUITO tempo. Protegendo o corpo.
  • Antes de tentar pistas mais difíceis, seja bom nas pistas em que está andando. O contrário é pura vaidade…
  • A Montanha e o snowboard tem muitas regras importantes. Siga estas regras e proteja a você, aos outros e ao ambiente. Respeito é uma palavra sagrada na neve.
  • A Regra 5, uma vez mais: seja legal com todo mundo do centro de ski e a enorme maioria deles será legal com você. É assim, juramos que sim. – Quer melhor que isso, irmão ?

 

SAIBA MAIS DA WEB SOBRE A REGIÃO CERVINIA-ZERMATT

Esta região da fronteira da Itália e Suíça é destino turístico há séculos … sua beleza, presente numa enorme área em função de suas montanhas, vales, bosques, rios, riachos e cascatas ; seu ar límpido, sua aparência de natureza intocada convivendo com uma ocupação charmosa e ordenada, é motivo de alegria e encantamento de gerações de turistas ; e a web oferece muitos testemunhos, dos quais selecionamos alguns por julgá-los ótimas e sensíveis descrições :

 

Zermatt situa-se ao sopé do Matterhorn. O desenvolvimento turístico da cidade está intimamente ligado àquela que é muito provavelmente a montanha mais famosa do mundo. Este destino de férias é uma zona onde carros são proibidos, sendo preservada sua personalidade original, e onde as possibilidades de excursão são quase ilimitadas.

A localização de Zermatt, ao sopé do Matterhorn e em meio a uma enorme região de esqui e trekking, faz deste um dos vilarejos mais sedutores do mundo. A região de esqui compreende 63 ferrovias montesas, e mais de 300 quilômetros de pistas. A região chamada de “paraíso de geleiras do Matterhorn” é a maior e mais elevada região de esqui de verão da Europa. Inúmeras equipes nacionais de esqui treinam aqui no verão.

A região é lendária entre os montanhistas: a Haute Route, desafiadora rota internacional, que leva dias para ser concluída, sai de Mont Blanc e vai até Zermatt. Há mais de 400 quilômetros de trilhas de caminhadas, saindo e levando ao Vale do Matter, incluindo as trilhas dos comerciantes de mula, datadas do século XIII (parte dessas trilhas é asfaltada).

Passeios a pé, ciclismo, escalada e excursões ao alto dos Alpes são atividades populares no verão e outono. Todos os anos, os picos com mais de 4.000 metros atraem muitos alpinistas. Para aqueles ainda não muito hábeis na escalada, 400 km de trilhas também os guiam em volta de Zermatt através de sua paisagem montanhosa.

A ferrovia de cremalheira opera entre Zermatt e o Gornergrat – este último, com 3.089 metros de altura. O topo oferece vistas espetaculares para o Matterhorn, as geleiras e o maciço do Monte Rosa.

A 3.883 metros de altitude, o mais alto mirante dotado de teleférico da Europa também oferece uma fascinante vista panorâmica sobre o Matterhorn (4.478 metros) e para os cumes dos Alpes suíços, italianos e franceses. Também é possível admirar o palácio da geleira, a 15 metros abaixo da superfície de gelo. Seis teleféricos de esqui e um bonde dão acesso ao Matterhorn Glacier Paradise, a mais alta região de esqui de verão dos Alpes, na geleira Theodul.

 

Destaques

• Gornergrat – a ferrovia de cremalheira segue caminho em direção ao topo da montanha, alcançando uma altitude de 3.089 metros. É um panorama magnífico.

• Museu Matterhorn – abriga o equipamento utilizado durante a primeira escalada do Matterhorn, em 1865, que teve um trágico fim.

• Glacier Paradise / Klein Matterhorn – o local mais elevado da Europa (3.883 m) capaz de ser alcançado por um teleférico, com uma plataforma de observação e o maior palácio de geleira do mundo.

• Desfiladeiro de Gorner – uma trilha através de escadas, pontes estreitas e uma rota de cordas fixas conduzem os visitantes através deste desfiladeiro profundamente escarpado.

• Vilarejo de Findeln – primeira colônia do Valais, com uma pequena capela; o vilarejo possui os mais altos campos de centeio da Suíça, a uma altitude de 2.100 metros.

FONTE: myswitzerland.com

 

Essa vai em espanhol … mas você irá entender com facilidade:

LA HISTORIA

Los origenes de Breuil-Cervinia remontan a hace más de doscientos años, cuando la naturaleza incontaminada dominaba los pies del Cervino, y la cuenca del Breuil era un inmenso pasto alpino, alcanzable sólo con largas horas de camino a pie.

“Breuil” en patois significa “tierra de muchas aguas”, justo para indicar la inmensidad de lagos y torrentes que caracterizaban esta zona. Un gran prado verde en verano, que con el invierno se tranformaba en una infinita extensión de nieve, en que el silencio y la tranquilidad eran interrumpidos sólo por el rumbo de las avalanchas.

La majestuosidad de la montaña, la hermosura de los lugares ha impulsado, durante los años, a alpinistas y estudiosos a enfrentarse con las sendas que conducían al Breuil. El viaje de Chatillon duraba por lo menos dos días, a pie o en grupa a un mulo, preveyendo una estapa en Valtournenche, para descansarse y, a lo mejor, ponerse de acuerdo con algún portador para el día siguiente, para llegar al Breuil en seguridad.

Durante los años ’30 las construcciones en la cuenca del Breuil eran verdaderamente pocas, un bar, unos dos hoteles y alguna villa particular. En 1934 fue fundada la Società Cervino, y en 1936 fue realizado el primer teleférico Breuil-Plan Maison, dando el vía al desarrollo del que se ha convertido en uno de los mayores distritos internacionales de esquí, que todavía hoy se distingue por la innovación tecnológica siempre de vanguardia.

Durante los años las cosas han cambiado mucho, ahora llegar a Breuil-Cervinia es lo que se suele llamar “un paseo”, las contrucciones en el pueblo son muchas y rebosantes, pero seguramente la emoción y el asombro que provoca la vista del Cervino, sea ella la primera o la enésima vez, no ha cambiado.

Fonte: cervinia.it