Beto Valle - HORLANDESINHO SAFADO - Neve - Esportes de neve - Turismo de neve

Beto Valle – HORLANDESINHO SAFADO

HORLANDESINHO SAFADO

Farol de Santa Marta / Anos 70

Pois esta não é de neve, é de surftrip… mas neve e água são primosermãos,como já dizia o Vô MouraValle, e vale a pena – há quem conte esta história de forma magistral…

Semana de surf das antigas em Santa Catarina, inverno Farol de Santa Marta. Naquela época, algo parecido com aquela praia que aparece no final do “Planeta dos Macacos” – mostrando a Terra depois do fim do mundo, lembra?

Galera de cinco amigos, cantinho alugado em casa de pescador, noites de velas, violão, muita risada. Fim de dia, todo mundo morto, aquele banho frio espetacular e, claro, fogueira, cachaça, e um beckzinho para, digamos, descontrair. O pescador, dono da casa, um velhinho amável e solitário, estava adorando aquela companhia divertida, e passou a sentar junto na rodinha, para fumar seu palheirinho e contar seus causos, intermináveis.

Logo se interessou por aquele fumo que rolava, e perguntou sobre seu tipo, ao que ouviu: – é um fumo holandês, especial para cachimbo, muito chique.

Pois quis provar, gostou muito, e não parou de repetir com entusiasmo até o final da surftrip.

No dia da saída, jipes carregados e abraços finais, o velhinho vem, bem sem jeito, sorrisinho maroto e diz (imaginem isso no idioma manezinho-da-ilha): “pois ô pessoali, não querendo cortar a sua conversa, não se importam de deixar aquí prô véio um pouco desse horlandesinho safado?”

2016 © Point da Neve Viagens e Turismo - Grupo S7 - Todos os direitos reservados - Proibida reprodução Desenvolvido por Segundo Andar