Europa: Club Med Les Deux Alpes - Neve - Esportes de neve - Turismo de neve

Europa: Club Med Les Deux Alpes

AOS INICIANTES, O CÉU!

Deslizar nos pontos mais elevados da montanha é exclusividade de esquiadores experientes, certo? Saiba que em Les Deux Alpes essa lógica se inverte. Conheça esse pedacinho charmoso dos Alpes franceses.

LES-DEUX-ALPES (Dontsov_Istock)

Situado a uma altitude de 1.650 metros, a 70 km de Grenoble, está Les Deux Alpes, um sofisticado centro de esqui erguido em 1950. Esse pedaço dos Alpes encanta por sua privilegiada geografia, ao pé da geleira de Meije e próximo às fronteiras com Suíça e Itália. De carro, é possível visitar os três países em um único dia, o que anima os mais desbravadores. Flávio Cunha, cirurgião-dentista que reside em Porto Alegre (RS), se considera um deles. Em janeiro deste ano, ele, sua esposa Letícia Cunha e mais um casal de amigos embarcaram nessa trip.

Flavio e Letícia Cunha

Flavio e Letícia Cunha

FORA DA REGRA

Quem já esquiou sabe que a lógica das montanhas é pistas difíceis no topo e fáceis na base. Les Deux Alpes, no entanto, contraria a regra. Pode parecer simples, mas faz toda a diferença para os esportistas de primeira viagem, que raramente têm a oportunidade de deslizar desfrutando a vista do alto. “Ao subir no teleférico, o medo logo aparece. Mas lá de cima, com aquela maravilhosa paisagem, surge uma sensação de poder, de estar próximo a Deus”, descreve Flávio, que é nível intermediário no esporte. Já Letícia deu seus primeiros passos na modalidade em Les Deux Alpes. “Inicialmente, não fazia questão de esquiar todos os dias, pois estou em uma etapa de vida que não permite muitos radicalismos. Mas não queria deixar minha esposa sozinha, aí acabamos fazendo aulas juntos”, recorda-se o marido em tom bem-humorado.

Les Deux Alpes Área esquiável

Rzoze/iStock

Rzoze/iStock

GÊMEAS DA NEVE

Les Deux Alpes, na tradução, significa “os dois alpes”. Poderíamos presumir que o nome se refere a duas das montanhas existentes lá. Mas, não! Trata-se de uma homenagem às aldeias vizinhas Vénosc e Mont de Lanas, que cobrem as pontas norte e sul de Les Deux Alpes. As vilas gêmeas, como são conhecidas, estão ligadas pela Avenue de la Muzelle, a mais agitada da cidade. Restaurantes, cafés, bares e clubes noturnos justificam o apelido de Las Vegas dos Alpes. Embora o clima seja familiar, a noite é vibrante e com boas opções para quem deseja dar uma escapada do resort. “Chegar lá é fácil, pois os ônibus são gratuitos. O centro é pequeno e charmoso, com opções para degustar baguetes e vinhos”, conta Flávio, que ficou a maior parte do tempo no Club Med, cuja rotina não deixa ninguém entediado.

UM PASSEIO PELA VIZINHANÇA

Nas cercanias de Les Deux Alpes, o que não falta são atrações. Entre as mais procuradas está Chamonix, ao pé do Mont Blanc – a montanha mais alta da Europa Ocidental. Se a ideia for trocar de ares, vale esquiar um dia lá. “Em Chamonix a estrutura é ótima, mas não troco Les Deux Alpes, pois gosto de seu ambiente familiar”, conta Flávio, que saiu de Chamonix para cruzar a fronteira com a Itália. O destino foi Courmayeur, uma pequena comuna italiana localizada na região do Vale de Aosta. “Tenho um amigo proprietário de uma vinícola no Rio Grande do Sul chamada Courmayeur. Ele sempre me falou desse lugar e resolvi conhecer. É lindo! Aliás, como todos os demais passeios dessa viagem”, conclui.

COMO CHEGAR

O Grenoble-Isère Airport está a 110 km do resort. Lá é possível alugar um carro, pegar um táxi ou transfer.

Les Deux Alpes Como chegar

 

Esse conteúdo faz parte da revista do Point da Neve – Temporada 2017/2018. Para ler o conteúdo completo é só clicar aqui

Clique aqui e confira os pacotes para o Club Med Europa!

2016 © Point da Neve Viagens e Turismo - Grupo S7 - Todos os direitos reservados - Proibida reprodução Desenvolvido por Segundo Andar